quinta-feira, 26 de março de 2015

Placar RS

Gauchão, 1a. fase, 13a. rodada
Quarta
Inter 1 x 0 Avenida
Gol: Juan 42/1T

Ypiranga 0 x 2 Lajeadense
Gols: Gabriel 12/1T e Ramon 39/2T

Veranópilis 1 x 0 Juventude
Gol: Túlio Renan 27/2T

Brasil 2 x 0 Aimoré
Gols: Nena 26/1T e Galiardo 6/2T

Novo Hamburgo 0 x 1 Grêmio
Gol: Ramiro 32/1T

Quinta
São José x Cruzeiro (19h30)
Caxias x São Paulo (19h30)
Passo Fundo x União Frederiquense (20h)

Classificação
Pos. Equipe PG J V E D GP GC SG
1 Grêmio  26 13 8 4 1 17 6 11
2 Inter 25 12 7 4 1 17 8 9
3 Brasil 22 13 6 4 3 16 9 7
4 Ypiranga 20 12 6 2 4 18 9 9
5 Lajeadense 20 13 5 5 3 15 11 4
6 Cruzeiro 20 12 5 5 2 11 7 4
7 Juventude 19 13 5 4 4 12 9 3
8 Passo Fundo 18 12 5 3 4 17 18 -1
9 Novo Hamburgo 18 13 5 3 5 11 12 -1
10 São José 16 12 4 4 4 14 14 0
11 Aimoré 15 13 3 6 4 12 17 -5
12 Veranópolis 14 13 4 2 7 8 11 -3
13 São Paulo 10 12 2 4 6 10 16 -6
14 Caxias 9 12 2 3 7 8 15 -7
15 Avenida 9 13 2 3 8 8 20 -12
16 União Frederiquense 9 12 1 6 5 8 20 -12

segunda-feira, 23 de março de 2015

Estádio Alfredo Jaconi - 40 anos

Na Rua Hércules Galló, perto da Estação Rodoviária de Caxias do Sul, está localizado o Estádio Alfredo Jaconi, do Esporte Clube Juventude. Em 23 de março de 1955, esta praça de esportes foi inaugurada com um amistoso durante a Festa da Uva. Vinte e cinco mil pessoas, aproximadamente, viram o empate sem gols diante do Flamengo do Rio de Janeiro.

O primeiro gol viria dias depois, mas não foi do Juventude. Foi do Palmeiras, na partida em que o clube paulista venceu por 3 a 0, dia 2 de abril.

O futebol de Caxias ia mal das pernas em meados da década de 70. Desta forma, Flamengo e Juventude decidiram unir seus departamentos de futebol e fundar a Associação Caxias de Futebol, de cores neutras preta e branca, para disputar o Gauchão. Os patrimônios de ambos não foram envolvidos na união.

Assim, o presidente esmeraldino Willy Sanvitto decidiu investir num novo estádio, já que a Quinta dos Pinheiros, estádio antigo construído em madeira, estava em decadência. Em 1972, iniciam-se as obras, para em 1975 vir, por fim, a inauguração. E a homenagem no estádio foi para Alfredo Jaconi, que foi jogador, diretor e presidente do clube entre os anos 1930 e 1940.

O estádio presenciou fatos marcantes para a história do clube. Em 1994, viu o Juventude vencer o Americano-RJ e obter o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. Dias depois, a vitória contra o Goiás deu o título da Série B. Em 1998, o clube foi campeão gaúcho ao derrotar o Inter, 3 x 1 em casa e 0 x 0 na capital.

Em 1999, a primeira decisão da Copa do Brasil, 2 x 1 no Botafogo carioca. O título veio com um 0 x 0 no Maracanã. No ano 2000, a estreia na Copa Libertadores da América, 1 a 0 no Nacional do Equador. Em 2002, mas quartas-de-final do Brasileirão, o recorde de público: 27740 pessoas viram o Juventude perder para o Grêmio por 1 a 0.

Confira algumas fotos do estádio, de autoria deste signatário do blog.

Estádio Alfredo Jaconi. Foto: Alexandro Gomes

Estádio Alfredo Jaconi. Foto: Alexandro Gomes

Estádio Alfredo Jaconi. Foto: Alexandro Gomes

Estádio Alfredo Jaconi. Foto: Alexandro Gomes

Estádio Alfredo Jaconi - panorâmica. Foto: Alexandro Gomes

Antoga Quinta da Estância, primeiro estádio do Juventude. Reprodução: Memorial do EC Juventude

Memorial do EC Juventude. Foto: Alexandro Gomes

sábado, 21 de março de 2015

Placar RS

Gauchão, 1a. fase, 12a. rodada
Sábado
São José 0 x 1 Novo Hamburgo
Gol: Márcio 5/2T

Juventude 1 x 1 Brasil
Gols: Wallacer 42/2T (J); Nena 24/2T (B)

Avenida x União Frederiquense
Gols: Paulinho 7/2T (A); Lenilson 16/2T (UF)

Domingo
Veranópolis 0 x 1 Inter
Gol: Taiberson 29/2T

Cruzeiro 1 x 1 Caxias
Gols: Wagner 46/2T (CRU); Clayton 31/2T (CAX)

São Paulo 1 x 1 Ypiranga
Gols: Dudu Mandai 22/1T (SP); Jessé 44/1T (Y)

Aimoré 2 x 2 Passo Fundo
Gols: Vanderlei (contra) 1 e Marcos Paulo 45/1T (A); Alisson Gaúcho 45/1T e Michel 23/2T (PF)

Grêmio 2 x 0 Lajeadense
Gols: Giuliano 25 e 34/2T

Classificação
Pos. Equipe PG J V E D GP GC SG
1 Grêmio 23 12 7 2 3 16 6 10
2 Inter 22 11 6 4 1 16 8 8
3 Ypiranga 20 11 6 2 3 18 7 11
4 Cruzeiro 20 12 5 5 2 11 7 4
5 Brasil 19 12 5 4 3 14 9 5
6 Juventude 19 12 5 4 3 12 8 4
7 Novo Hamburgo 18 12 5 3 4 11 11 0
8 Passo Fundo 18 12 5 3 4 17 18 -1
9 Lajeadense 17 12 4 5 3 13 11 2
10 São José 16 12 4 4 4 14 14 0
11 Aimoré 15 12 3 6 3 12 15 -3
12 Veranópolis 11 12 3 2 7 7 11 -4
13 São Paulo 10 12 2 4 6 10 16 -6
14 Caxias 9 12 2 3 7 8 15 -7
15 Avenida 9 12 2 3 7 8 19 -11
16 União Frederiquense 9 12 1 6 5 8 20 -12


Divisão de Acesso, 1a. fase, 6a. rodada
Sábado
Pelotas 0 x 0 Inter-SM

Domingo
Tupi 1 x 0 Esportivo
Golo: Fabiano Veiga 44/1T

Riograndense 4 x 0 São Gabriel
Gols: Cristiano 14 e Márcio Reis (contra 44/1T, Darlen 2 e Gustavo Sapeka 42/2T.

Panambi 2 x 2 São Luiz
Gols: Giliardo 40/1T e 24/2T (P); Mano Garcia 34 e Cidinho 44/1T (SL)

Brasil-Fa 0 x 1 Glória
Gol: Maikel 23/1T

Segunda
Santo Ângelo 3 x 2 Nova Prata
Gols: Rafinha 35/1T, John Lennon 45/1T e Evair 40/2T (pênalti) (SA); Éder Ceccon 15 e Carlos Alberto 20/1T (NP)

Santa Cruz 1 x 2 Guarani-VA
Gols: Cleiton 35/1T (SC); Carslinhos 22/1T e 46/2T (G)

Classificação

Grupo A
Pos. Equipe PG J V E D GP GC SG
1 Glória 15 6 5 0 1 12 5 7
2 Santo Ângelo 11 6 3 3 1 10 6 4
3 Tupi 9 6 2 3 1 7 5 2
4 Panambi 7 6 1 4 1 9 9 0
5 São Luiz 6 6 1 3 2 7 8 -1
6 Brasil 6 6 1 3 2 5 8 -3
7 Nova Prata 5 6 1 2 3 9 11 -2
8 Esportivo 3 6 0 3 3 5 9 -4

Grupo B
Pos. Equipe PG J V E D GP GC SG
1 Guarani-VA 14 5 3 1 0 7 3 4
2 Inter-SM 8 5 2 2 1 7 3 4
3 Pelotas 8 4 2 2 0 5 2 3
4 Riograndense 7 5 2 1 2 9 8 1
5 São Gabriel 6 5 1 3 1 6 7 -1
6 Santa Cruz 2 5 0 2 3 7 10 -3
7 Rio Grande 1 5 0 1 4 3 11 -8


Copa do Brasil Sub-17, 1a. fase, ida
Sábado
Criciúma 1 x 2 Grêmio
Avaí 2 x 1 Inter

Após duas semanas de preparação, Júlio comenta trabalho no Gaúcho

Foto: Alex Borgmann
A segundona gaúcha começa apenas no início de abril. Onze clubes disputam apenas uma vaga pelo acesso. Esta semana, o Gaúcho, de Passo Fundo encerrou a segunda semana de preparação. O comandante Júlio César Nunes falou sobre o trabalho.

"No dia 05 de abril estreamos contra o Palmeirense, fora de casa. Estamos com 85% do grupo já definido. Essa semana ainda deve chegar uns quatro, cinco atletas para fecharmos o plantel. A ideia é trazer alguns jogadores mais experientes, já que podemos utilizar três acima dos 23 anos. Vamos fazer uma equipe forte para buscar esse acesso", disse.

O Gaúcho está no grupo A, com Marau, Palmeirense, Sapucaiense e Garibaldi, enquanto a outra chave é formada por Barra, 14 de Julho, Bagé, Guarany de Bagé e Farroupilha

Assessoria P2

sexta-feira, 20 de março de 2015

Passo Fundo: reabilitação e arrancada na hora certa

A experiência de Souza vem ajudando o Passo Fundo na reabilitação dentro do Gauchão. Foto: Alex Borgmann
O momento não poderia ser melhor. Com quatro triunfos nos últimos quatro jogos, o Esporte Clube Passo Fundo ingressou no G-8 e entrou de vez na briga por um lugar nas quartas de final do Gauchão 2015. De quebra, afastou o fantasma do rebaixamento, numa reviravolta repleta de protagonistas, que vão desde o técnico Beto Campos até os inspirados Michel e Souza. Uma reviravolta que pode continuar no próximo domingo (22), a partir das 18h, diante do Aimoré, em São Leopoldo.

Após cinco rodadas sem vitória, a reabilitação tricolor teve início no dia 24 de fevereiro, quando um gol do atacante Michel garantiu o empate com o São Paulo, em Rio Grande. O resultado deu gás para a continuação de Beto Campos sob o comando da equipe, e desde então a campanha é irretocável. “Passamos aos atletas que os jogos contra Cruzeiro e Avenida seriam determinantes para a sequência do trabalho”, lembra o técnico, que em 2013 conduziu o clube às quartas de final da Taça Farroupilha.

Além do oportunismo de Michel, artilheiro do campeonato com nove gols, a arrancada do time também passa pela regularidade de nomes como os experientes Márcio Nunes e Souza, destaques individuais desde os 3 a 1 sobre o Avenida, em Santa Cruz do Sul. As recentes boas atuações de Souza, aliás, o colocaram nas seleções da 10ª e 11ª rodadas, quando o Passo Fundo superou Brasil, de Pelotas, e Veranópolis no Vermelhão da Serra. “Crescemos na hora certa, tenho certeza que vamos classificar”, afirma o meia.

Em busca de mais um resultado positivo, o Tricolor terá dois desfalques importantes em São Leopoldo: o lateral direito Dagoberto, autor do gol da vitória sobre o Veranópolis, e o meia-atacante Cleverson, ambos suspensos com três cartões amarelos. Já o Aimoré, 11º colocado – empatou com o União Frederiquense no final de semana –, não poderá contar com o lateral esquerdo Pavone e o meia Rennan Oliveira, também suspensos.


Alterações de data e horário

Nesta quarta-feira, a pedido da direção do Esporte Clube Passo Fundo, a Federação Gaúcha de Futebol confirmou duas alterações na tabela de jogos do Tricolor. Confira:

GAUCHÃO 2015 – 13ª rodada
E. C. PASSO FUNDO x UNIÃO FREDERIQUENSE
NOVA DATA: 26/03/2015 (quinta-feira)
NOVO HORÁRIO: 20h
LOCAL: Estádio Vermelhão da Serra, em Passo Fundo


GAUCHÃO 2015 – 14ª rodada
E. C. PASSO FUNDO x JUVENTUDE
NOVA DATA: 29/03/2015 (domingo)
NOVO HORÁRIO: 19h
LOCAL: Estádio Vermelhão da Serra, em Passo Fundo

EC Passo Fundo - divulgação

Às vésperas da estreia nos Juniores, técnico do Juventude prevê mesmo equilíbrio do Gauchão e topa jogar de laranja

Foto: E.C. Juventude | Divulgação
A diferença de apenas três pontos entre o primeiro e o oitavo colocados no Gauchão de profissionais é uma tendência para o Estadual de Juniores, que tem sua primeira rodada marcada para daqui a dez dias, 28 de Março. É nisso que acredita o técnico do time sub-20 do Juventude, Tiago Nunes.

"Nem Grêmio, nem Inter, nem ninguém terá facilidades. O Gauchão está mostrando isso", afirma o treinador.

O Grêmio, atual campeão, promete entrar na competição com um time sub-19, devido à preparação para o primeiro Campeonato Brasileiro Sub-20 da CBF, que será disputado do início de Junho ao começo de Setembro.

"O Grêmio estará sempre forte. Não jogará sempre com a sub-19. Colocará, por exemplo, jogadores do sub-20 que estiverem voltando de lesão", acredita Tiago Nunes.

Em 2014, o Juventude, do técnico Tiago Nunes, foi o único time a não perder para o Grêmio no Estadual de Juniores. As equipes empataram em Caxias do Sul por 1 a 1.

CAMISA LARANJA

Perguntado sobre a camisa laranja, com a qual o Juventude ainda não perdeu no Gauchão, Tiago Nunes garante que não ainda não há orientação quanto à utilização do uniforme nos Juniores. Mas não vê problema.

"Não sei se ela vai ser usada. Mas se ela mantiver este estigma vencedor, por que não?" questiona Tiago.

Na última segunda-feira (16), aconteceu o primeiro resultado considerado negativo do Juventude utilizando a camisa laranja: empate em 1 a 1, em casa, com o Avenida, pelo Gauchão. Mesmo assim, a campanha é excelente. Ela conta com alguns jogadores que foram comandados por Tiago Nunes na temporada passada, ano da conquista da Copa Serrana de profissionais. Os que mais vêm jogando são o lateral-direito Duda, o zagueiro Douglão e o volante Alan Schons.

FÓRMULA DO ESTADUAL

O Estadual de Juniores 2015 é disputado pelo mesmo número de equipes e com a mesma fórmula do Gauchão de Profissionais. Há uma diferença nas quartas-de-final, que, na competição sub-20, serão disputadas em ida e volta. A tabela também é a mesma. Por isso, o Ju irá estrear contra o Ypirangha, em Erechim, como ocorreu com a equipe treinada por Picoli. Quatro clubes não se inscreveram no Sub-20: Avenida, Passo Fundo, Caxias e Brasil-Pel. Eles foram substituídos, respectivamente, por Grêmio Atlético Osoriense (GAO), Igrejinha, Sapucaiense e Gramadense. A competição está prevista para terminar no final de Junho.

O melhor time na classificação final, com exceção da dupla Gre-Nal, ocupará a terceira vaga gaúcha na Copa São Paulo de Juniores de 2016. Em 2014, o Juventude de Tiago Nunes foi o melhor do Interior na primeira fase, ficando a apenas um ponto do Inter, mas saiu da competição nos pênaltis, nas quartas-de-final, que foi disputada em jogo único.

PRINCIPAIS CONQUISTAS DE TIAGO NUNES

2014 | Campeonato da Copa Serrana RS (Juventude "B")
2013 | Campeonato Gaúcho Sub-15 (Grêmio)
2010 | Campeonato Acreano (Rio Branco)
2009 | Campeonato Matogrossense (Luverdense, preparador físico)
2007 | Vice-campeonato Maranhense (Bacabal, preparador físico)
2005 | Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho (São Luiz, preparador físico)

Kokka Assessoria de Comunicação

quinta-feira, 19 de março de 2015

Única invicta, seleção paraguaia chama a atenção no Sul-Americano Sub-17

Foto: divulgação
Após a primeira rodada do hexagonal final, disputada na última terça-feira (17), resta uma seleção invicta no Campeonato Sul-Americano Sub-17 de Futebol Masculino. O Paraguai, dono da casa, tem três vitórias e dois empates nos cinco jogos disputados. A geração é promissora, diz o técnico brasileiro Márcio Marolla, que trabalhou por três anos no Club 3 de Febrero, entre 2011 e 2014.

    "O fator local e o estilo guerreiro dos paraguaios vêm ajudando. Eles sempre jogam a vida, ainda mais em casa", afirma.

Marolla foi campeão da Divisão Intermediária (equivalente à segunda divisão) no Paraguai em três categorias: sub-18, sub-20 e principal, garantido acesso à elite. Quando treinou a equipe de cima do 3 de Febrero, promoveu o atacante Edgar Riveros, então com 15 anos de idade. Hoje, o atleta faz parte do grupo sub-17 no Sul-Americano. Ele foi titular contra Brasil e Peru, e entrou no primeiro jogo contra a Colômbia.

    "É um segundo atacante, que gosta de jogar por dentro", lembra Marolla.

No Paraguai, não são os grandes clubes, Olímpia e Cerro, que fazem o melhor trabalho de base.

    "Apesar de revelarem muitos jogadores, ambos estão atrás do Libertad quanto à estrutura e condições de trabalho. O Guaraní e o próprio 3 de Febrero também têm bons trabalhos de base."

Na primeira fase do Sul-Americano, os paraguaios derrotaram Peru e Venezuela. Contra Brasil e Colômbia, houve empate. Na primeira rodada do hexagonal, os paraguaios golearam os colombianos: 4 a 0. Nesta sexta-feira (20), enfrentarão a Argentina.

Gaúcho de Santo Ângelo, 46 anos de idade, Márcio Marolla está disposto a trabalhar no Brasil. Ex-goleiro do Grêmio, ele foi treinador nas categorias de base do clube, tendo trabalhado com nomes como Ânderson, Douglas Costa e Marcelo Grohe.

Kokka Assessoria de Comunicação

Meia Diego Torres projeta confronto direto contra o Novo Hamburgo pelo G8

Foto: Fernando Martinez/Aguante Comunicação
Depois de uma arrancada fulminante no Campeonato Gaúcho, o São José agora luta para recuperar sua vaga entre os oito melhores classificados. Os comandados do técnico Gilson Maciel contam com um reforço de peso para a reta final da primeira fase. Trata-se do meia Diego Torres, autor do primeiro gol do Zequinha na competição, que sofreu uma lesão ainda no duelo inaugural diante do Avenida, após uma entrada desleal. Em condições de jogo, o camisa 11 foi titular e destaque no empate por 1 a 1 contra o Lajeadense, na última rodada, fora de casa.

    "Foi uma partida difícil, a equipe do Lajeadense é muito boa e bem postada. Acredito que para uma reestreia como titular consegui me sair bem. Fiquei muito feliz de retornar depois de uma lesão que aconteceu por uma entrada violenta de um colega de profissão. Só que isso agora é passado. Penso em me recuperar 100% e deixar as dores de lado. Quero fazer gols e ajudar o São José a ganhar", disse.

Ocupando a nona colocação, o São José terá pela frente o Novo Hamburgo, que vem uma posição atrás na tabela. O duelo direto está marcado para sábado (21), às 18h, no estádio Passo D'Areia. Experiente no futebol gaúcho, Diego Torres fala com propriedade sobre o próximo compromisso pelo Estadual.

    "Nossas atenções estão todas voltadas para o Novo Hamburgo. É um jogo importante e decisivo para nós. Eles formaram um time que dispensa comentários, só jogadores de qualidade. Apenas a vitória interessa para nós, precisamos voltar a embalar na competição. Com respeito e humildade vamos tentar impor nosso estilo de jogo para, se Deus quiser, sair com os três pontos", concluiu.

Aguante Comunicação

Com artilheiro "boliviano", líder Glória faz clássico da Serra pela Divisão de Acesso

Foto: Lenita Maraschin Fotografia | Arquivo
Autor de três gols em quatro rodadas da Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho, o meia Luiz Carlos Vieira é um nome importante da campanha do Glória, líder do grupo A, com 9 pontos em 12 disputados. Ele deverá estar em campo novamente nesta quinta-feira, dia 19, às 20h, quando a equipe de Vacaria receberá o Esportivo, um clássico da Serra, pela quinta rodada. Luiz Carlos é o artilheiro do campeonato, empatado com Alê Menezes, também do Glória, e com Kleyton, do Santa Cruz.

    "Todos lembram, aqui, que é um clássico e que iremos encarar uma equipe que virá determinada a tirar pontos. Vamos encarar com a mesma seriedade de sempre. Sabemos que será um jogo difícil, mas estamos motivados", garante Luiz Carlos, lembrando que o Esportivo ainda não venceu na competição.

No esquema tático do técnico Carlos Moraes, Luiz Carlos tem atuado centralizado, pouco à frente dos dois volantes. Seus três gols foram de pé direito, com bola rolando. Ele foi o primeiro jogador a balançar as redes na Divisão de Acesso, contra o Santo Ângelo. No segundo jogo, derrota para o Panambi, marcou o único gol da Glória. Na terceira partida, fez um dos gols nos 3 a 1 sobre o São Luiz. Luiz Carlos só não marcou no jogo mais recente, a vitória diante do Nova Prata.

Mesmo sem ser atacante, Luiz Carlos tem um bom rendimento ofensivo na carreira. Nos quatro anos em que jogou na Bolívia, entre 2008 e 2012, foram algumas dezenas. Um dos gols foi feito na final do campeonato nacional de 2009, pelo Blooming, que derrotou o Bolívar. Além do Blooming, de Santa Cruz de La Sierra, Luiz Carlos atuou, na Bolívia, pelo San Jose, de Oruro. Lá, obteve, além do título nacional, dois vices. O meia participou de uma edição da Copa Libertadores. Foram quatro disputas de Copa Sul-Americana. É lembrado até hoje pela torcida do Blooming, especialmente, pelo desempenho nos clássicos contra o Oriente Petrolero.

ACESSO

As 15 equipes estão divididas em duas chaves. O grupo A, em que está o Glória, possui oito integrantes. Se classificam os cinco primeiros colocados de cada chave. A primeira fase está prevista para terminar no dia 29 de Abril. Na segunda fase, serão formados dois grupos de cinco equipes. Os dois melhores de cada uma destas chaves se garantem no quadrangular final, que apontará apenas uma equipe para a elite do futebol gaúcho em 2016. A competição deverá terminar no dia 5 de Julho. Se o Glória chegar à fase final, disputará 28 jogos.

Aguante Comunicação

quarta-feira, 18 de março de 2015

Placar RS

Copa do Brasil, 1a. fase
Quarta
Jogo de ida
Lajeadense 2 x 1 Bragantino
Gols: Gilmar 7 e Mateus Santana 35/2T (L); Pedro Henrique 15/1T (B)

Jogo de volta
Flamengo* 2 x 0 Brasil - ida: Flamengo 2 x 1

Quinta
Jogo de volta
Caxias 0 x 0 Capivariano-SP* (ida: Capivariano 3 x 0)
(*) classificados


Divisão de Acesso, 1a. fase, 5a. rodada
Quarta
Tupi 2 x 0 Nova Prata
Gols: Gauchinho 34/1T e Araújo 10/2T

Riograndense 1 x 1 Pelotas
Gols: Tiago Duarte 3/1T (R); Paulo Roberto 3/2T (P)

Guarani-VA 1 x 1 São Gabriel
Gols: Léo Paulista 34/1T (G); George 33/2T (SG)

Quinta
Brasil-Fa 2 x 1 Panambi
Gols: Jean Carlo 33/1T e Marques 22/2T (B);  Catatau 12/2T (P)

Glória 2 x 1 Esportivo
Gols: Alê Menezes 2 e 45/2T (G); Kelvin 30/1T (E)

Santo Ângelo 1 x 0 São Luiz
Gol: Igor 38/1T

Santa Cruz 2 x 2 Rio Grande
Gols: Vagner Garibaldi 24 e 45/1T (SC);

Grupo 1
1) Glória 12
2) Santo Ângelo 8
3) Tupi e Panambi e Brasil-Fa 6
6) São Luiz e Nova Prata 5
7) Esportivo 3

Grupo 2
1) Guarani-VA 10
2) Inter-SM e Pelotas 7
4) São Gabriel 6
5) Riograndense 4
6) Santa Cruz 2
7) Rio Grande1

segunda-feira, 16 de março de 2015

Ju empata e segue na zona de classificação

Foto: Arthur Dallegrave
Juventude e Avenida empataram em 1 a 1 na noite desta segunda-feira, no Jaconi. O resultado do jogo, válido pela 11ª rodada do Campeonato Gaúcho, mantém o Verdão na sexta colocação, agora com 18 pontos. Rogerinho marcou para o Juventude, enquanto Miro Bahia empatou.

O jogo foi todo de domínio do Juventude, que criou as melhores oportunidades. Aos 11 minutos, Alan Schons cruzou da esquerda e Wallacer finalizou firme, para defesa milagrosa do goleiro. Logo em seguida, Dema chutou de fora da área, por cima do gol. No final do primeiro tempo, Zulu cabeceou para defesa do goleiro.

A segunda etapa foi de ainda mais superioridade do Juventude. Com Rogerinho no lugar do zagueiro Diogo, o time alviverde voltou a rondar a área adversária. Aos 16, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Rogerinho. Com postura e categoria, arriscou um voleio. Com perfeição, abriu o placar para o Verdão. Um golaço! 1 x 0.

Aos 21, Wallacer cruzou e Douglão desviou para o ângulo, mas o goleiro Villa defendeu. Na única chance do Avenida na partida, Alexandre cruzou da esquerda e Miro Bahia desviou de cabeça para o gol. 1 x 1. Querendo o resultado positivo, o Juventude atacou e finalizou, mas nenhuma oportunidade se converteu em gol.

“A competição está afunilando e nossa margem de erros está diminuindo. Precisamos de concentração total para os próximos jogos, que são confrontos diretos contra equipes que também estão lutando pela classificação. E nesses jogos nossa equipe tem mostrado um bom rendimento”, destacou o técnico Picoli, ao final da partida.

No próximo sábado, o Juventude enfrenta o Brasil de Pelotas, no Jaconi. A partida está marcada para as 16h.

EC Juventude - divulgação

Lajeadense reclama da arbitragem em jogo diante do São José

A noite deste domingo tinha tudo para ser uma noite que faria o torcedor do Lajeadense sorrir. Vindo de duas rodadas com vitória, os comandados de Luiz Carlos Winck esperavam entrar em campo e buscar a vitória para o Alviazul, garantindo a vaga no G4. Porém, logo nos primeiros minutos pode se perceber que seria um jogo difícil e com uma arbitragem tendenciosa. O alviazul é hoje o oitavo colocado do Estadual com 17 pontos, mas se somasse os 03 pontos do jogo de hoje teria 19 e ocuparia a 4ª colocação no geral.

Além de não marcar uma penalidade máxima cometida contra o atacante Ramon quando o jogo estava 1 a 0, o que poderia ter definido o resultado do jogo, ainda não deu cartão amarelo numa falta cometida pelo zagueiro do São José, sabendo que o atleta já possuía cartão amarelo deixando de expulsá-lo.

Ao final do jogo, torcedores indignados protestaram pela má atuação da arbitragem e houve tumulto. Mario Dutra, presidente do clube, ressaltou que, “o Clube Esportivo Lajeadense não compactua com atos de violência e repudia tais atitudes. Mas como torcedor que sou, entendo a revolta dos que estavam presentes. É nítido o desconforto dessa arbitragem para apitar jogos diante do São José. Infelizmente, a má atuação da arbitragem hoje no jogo nos prejudicou, poderíamos ter somado mais 3 pontos na tabela. Tomaremos a medidas cabíveis quanto ao ocorrido hoje e ingressaremos junto a Federação Gaúcha de Futebol”.

Indignado com a postura do árbitro em campo, ao final da partida o técnico Luiz Carlos Winck protestou. “É um absurdo o que aconteceu na noite de hoje. Há vários jogos que estamos sendo prejudicados dentro de casa e nenhuma atitude foi tomada quanto à arbitragem. São muitos erros e que prejudicam nosso trabalho. Se hoje não tivesse ocorrido tantas falhas, teríamos garantido mais três pontos. É lamentável o que aconteceu”.

CE Lajeadense - divulgação

Com gols nos descontos, União e Aimoré ficam no 1 a 1 em FW

Fotos: Renato Padilha (Folha do Noroeste)
Em um jogo onde poderia sair da zona de rebaixamento do Gauchão, o União Frederiquense recebeu o Aimoré e ficou no empate de 1 a 1. Apesar do ponto somado, o Leão da Colina segue no Z3.

PRIMEIRO TEMPO

O forte calor não permitiu muita intensidade na etapa inicial. Apoiado por mais de 2 mil pessoas, o União começou melhor e logo aos seis minutos Lenílson puxou contra-ataque e sofreu falta. Na cobrança, Aldair bateu à meia-altura no canto esquerdo e Marcelo Pitol fez boa defesa, espalmando.

Houve bastante equilíbrio e o Aimoré também criou duas boas oportunidades. A primeira foi aos 13 minutos, quando Mikael mandou um belo chute de fora da área e a bola "explodiu" na trave. Aos 39 minutos, outro bom momento do visitante, em jogada forte pelo lado direito, quando Saulo recebeu dentro da área e chutou no canto, mas Lucio evitou, espalmando para escanteio.

SEGUNDO TEMPO

A etapa final reservou as maiores emoções, principalmente nos descontos, quando o jogo se definiu. Mas teve bastante intensidade desde seu início. Logo com 30 segundos, Aldair recebeu lançamento na entrada da área e tocou para Josiel, o qual, livre, finalizou para fora.

Aos sete minutos, depois de bela troca de passes que envolveu Willian Bones, Adilson, Aldair e Lenílson, Lenílson recebeu dentro da área, driblou Pavone e foi derrubado. Pênalti. O mesmo Lenílson cobrou um minuto depois, aos oito, mas mandou no travessão.

O árbitro assinalou seis minutos de descontos e foi neste tempo que os gols saíram. Aos 49 minutos, depois de uma bola cruzada pelo lado direito, a bola passou por todo mundo e parou nos pés de Pavone, que, dentro da área pequena, só teve o trabalho de escorar para o gol.

Quando tudo parecia perdido, a raça do Leão da Colina prevaleceu e o empate saiu. Depois de cobrança de escanteio, Fred cabeceou para o gol, deixando tudo igual, evitando a derrota.

Na próxima rodada, domingo, 22, o União viaja a Santa Cruz do Sul, quando enferenta o Avenida nos Eucaliptos.

FICHA TÉCNICA

União Frederiquense (1): Lucio, Thomas, Talis, Fred e Willian Bones; Almir, Adilson (Ronaldinho Gramadense), Lenílson, Aldair e Jéfferson (Jonas); Márcio Bambú (Josiel). Técnico: Beto Almeida.

Aimoré (1): Marcelo Pitol, Gian, Lacerda, Diego Rocha e Pavone; Toto, Mateus (Marcos Paulo), Saulo, Mikael (Diogo Pereira) e Rennan Oliveira (Moacir); Giovani. Técnico: Paulo Porto.

Arbitragem: Diego Almeida Real, auxiliado por Lúcio Beiersdorf Flor e Michael Stanislau.

Gols: Pavone (A) e Fred (U).

Cartões amarelos: Josiel (U); Mateus, Toto, Pavone, Rennan Oliveira e Giovani (A).

Local: Vermelhão da Colina (Frederico Westphalen-RS).

União Frederiquense - divulgação

Dagoberto marca gol da vitória do Passo Fundo

Depois de muita luta, o Passo Fundo entrou no G-8 do Gauchão. A equipe bateu em casa o Veranópolis, por 2x1. Autor do gol da vitória, o lateral direito Dagoberto, comemorou o resultado.

"Estou muito feliz pelo resultado e pelo gol marcado. Depois de muita luta conseguimos entrar no G-8. O time vem evoluindo bastante. Já são quatro vitórias seguidas. É a melhor sequência dos últimos cinco jogos entre todas as equipes". disse.

Na próxima rodada, o time de Dagoberto encara o Aimoré. O adversário também luta para chegar entre os oito primeiros.

"Nossa sequência como já disse é boa. O time está embalado e vamos buscar uma nova vitória. O adversário é o 11º, com 14 pontos, três a menos que nossa equipe. É um confronto direto e um jogo que vale muito. Será uma partida muito difícil, mas uma vitória irá nos deixar mais tranquilo na classificação à próxima fase", comentou.

As duas equipes duelam no domingo, 22, no Cristo Rei, às 16h.

FICHA TÉCNICA
E. C. PASSO FUNDO 2 x 1 VERANÓPOLIS

PASSO FUNDO: Vanderlei, Dagoberto, Márcio Nunes (Everton Garroni), Gustavo e Xaro (Alisson Gaúcho); Rudiero, Marcus Vinícius, Souza e Cleverson; Branquinho (Chiquinho) e Michel. Técnico: Beto Campos
VERANÓPOLIS: Matheus, Afonso, Léo Dagostini, Jadson e Luciano Amaral (Felipe Capixaba); Felipe Guedes, Eduardinho e Glauber (Rafael Mineiro); Erik, David Dener e Lê (Túlio Renan). Técnico: Julinho Camargo
GOLS: Michel (PF), aos 16 e Dagoberto (PF), aos 25 minutos do segundo tempo; Lê (VEC), aos 22 minutos do segundo tempo
CARTÕES AMARELOS: Branquinho e Cleverson (PF); Felipe Guedes, Luciano Amaral, Rafael Mineiro, Lê e David Dener (VEC)
ARBITRAGEM: Márcio Coruja, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Tiago Augusto Kappes Diel
LOCAL: Estádio Vermelhão da Serra, em Passo Fundo

Brasil perde na Boca do Lobo

Inter venceu o Brasil, na Boca do Lobo, por 2 a 0. Foto: Ítalo Santos
O futebol é um esporte que tem na essência da sua popularidade a paixão. Mas é, também, um esporte que carrega elementos inexplicáveis. Um deles foi a atuação do árbitro Francisco Silva Neto, comandante da disciplina da partida entre Brasil e Inter, na tarde deste domingo (15), na Boca do Lobo. O jogo tinha tudo para ser mais um espetáculo deste Gauchão 2015, mas transformou em uma das maiores incógnitas do futebol. O placar de 2 a 0 para os visitantes não traduz o que fora o jogo, entretanto ele ganhou temperos da atuação de Silva Neto. O Brasil, com o resultado, manteve os seus 18 pontos e segue firme na busca da classificação às quartas de final. Agora, o foco Xavante muda de competição. Na próxima quarta (18), às 22h, enfrenta o Flamengo, no Maracanã, pela Copa do Brasil.

Antes de a bola rolar, o espetáculo das duas torcidas prometia abrilhantar aquilo que seria uma grande partida. Dentro de campo, a atuação do árbitro Francisco Silva Neto era o que mais chamava a atenção. Depois de se envolver me uma polêmica no meio da semana, quando foi chamado de colorado pelo técnico do Grêmio, Silva Neto foi escalado para apitar a partida entre Brasil e Inter, algo que já colocara uma pulga atrás da orelha da torcida Xavante.

Com a bola rolando, as duas equipes mostraram muito equilibro no começo do jogo. Com as defesas bem armadas, foi o Brasil quem teve a primeira grande chance. Rafael Forster, aos 21, em falta frontal, acabou acertando a barreira colorada. Aos 33, Jorge Henrique chutou mal de fora da área, na primeira investida do Inter. Um minuto depois, foi a vez de Leandro Leite arriscar de longe e mandar para fora. Já aos 35, Diogo Oliveira chutou de fora da área, diferentemente dos dois chutes anteriores, a bola tinha destino certo, mas a zaga visitante conseguiu mandar para escanteio.

Felipe Garcia, aos 39, escorou de cabeça a cobrança de um escanteio e Cirilo, dentro da área, mandou por cima do gol de Alisson. Um minuto depois, Alex Amado cruzou para a área, Nena e Felipe Garcia disputaram a bola no alto com o goleiro do Inter e ela sobrou para Diogo Oliveira que, de primeira, chutou e viu a bola passar perto do travessão colorado.

Aos 41, porém, um lance que causou indignação nas arquibancadas da Boca do Lobo. Alex Amado foi lançado e partiria sozinho em direção ao gol de Alisson, em uma clara chance de abrir o placar para o Brasil, mas a arbitragem, em um erro inaceitável, marcou impedimento. Na sequencia do lance, Valvidia caiu na área do Brasil e o árbitro Francisco Silva Neto marcou o pênalti. O próprio Valdivia cobrou e abriu o placar para o Inter. Antes da bola entrar, o goleiro Anderson ainda tocou nela, mas não conseguiu evitar o tento colorado. Aos 46, Nena cabeceou por cima do gol de Alisson, na última chance do primeiro tempo.

O segundo tempo veio e as vaias ao árbitro intensificaram. E com justiça. Aos 5 minutos, Wender cruzou para a área, a bola bateu na mão de Rodrigo Dourado e a arbitragem mandou o jogo seguir. Aos 7, Diogo Oliveira cobrou escanteio e Washington cabeceou para fora. Aos 8, Washington lançou Felipe Garcia por cima da zaga, o atacante ganhou de Gefferson e quando ficaria cara a cara com Alisson, foi tocado pelo lateral colorado, desequilibrando-se. Mais uma vez, Francisco Silva Neto nada deu.

Aos 17, escanteio cobrado por Brock, a zaga cortou parcialmente, Wender recolocou na área, Nena desviou de cabeça e Felipe Garcia ia chegando para concluir, quando dividiu com Alisson, que chegara atrasado na jogada. Entretanto, seguindo a sina de deixar a torcida Xavante enlouquecida, Francisco Silva Neto marcou falta no goleiro do Inter.

Wender, aos 21, cruzou, Felipe Garcia escorou e Diogo Oliveira chutou. A bola saiu fraca, pelo lado esquerdo do gol colorado. Aos 25, Galiardo cruzou para Amado. O baixinho pulou e cabeceou para fora. Aos 28, Brock cobrou escanteio e Galiardo, sendo visivelmente abraçado dentro da área, tentou concluir desequilibrado, mas a bola ficou com a zaga colorada. O mesmo Galiardo, aos 31, chutou de longe e viu a bola se perder para fora.

Cleiton, aos 45, recebeu passe de Wender e chutou de fora da área, a bola passou muito perto do gol do Inter. Dois minutos depois, Galiardo, após um bate e rebate na área, chutou para fora. Já aos 48, em contra-ataque rápido, Taiberson recebeu passe de Anderson, meia do Inter, e tocou na saída de Anderson, goleiro do Brasil, fechando o placar da partida.

O resultado deixa o Brasil com 18 pontos ganhos na tabela. Na próxima rodada do estadual, o rubro-negro enfrentará o Juventude, em Caxias do Sul, no sábado (21). Antes disso, porém, as atenções se voltarão para a Copa do Brasil, onde na quarta (18), o Brasil tentará reverter o resultado negativo e, diante do Flamengo no Maracanã, buscar a classificação à segunda fase da competição nacional.

Jonathan Silva
Assessoria de Imprensa GE Brasil

Ypiranga vence o Caxias e retorna ao G4 do Gauchão

Ypiranga reabilita-se e bate o Caxias. Foto: Prime Comunicação
Na tarde deste domingo, 15, o Ypiranga entrou em campo para mais um desafio pelo Gacuhão 2015. A partida, válida pela 11° rodada da competição, colocou frente a frente duas equipes em condições opostas. O Canarinho, bastante consolidado no G8 buscava mais uma vitória, para lutar pela parte superior da tabela de classificação, por outro lado do Caxias faz um campeonato ruim e começou a rodada na zona de rebaixamento.

Em campo as duas equipes taticamente também em composturas táticas bastante diferentes. O Canarinho buscava manter a posse de bola e tentou abrir o placar desde as primeiras movimentações. Mas a equipe de Erechim enfrentou um Caxias que abdicou do ataque, procurava manter uma postura defensiva, apenas desarticulando as ofensivas da equipe de Erechim.

A equipe de Erechim passou a ter dificuldades no final da primeira etapa depois que Otacílio Neto fez falta dura no ataque do Canarinho e recebeu o cartão vermelho. O Caxias, com um jogador a mais em campo procurou equilibrar as ações. Mas os visitantes não conseguiram segurar a boa trama de ataque do Ypiranga. Aos 40 minutos, depois de uma boa articulação ofensiva, Saldanha concluiu para o fundo da rede adversária.

Na segunda etapa o Ypiranga começou amplamente superior ao Caxias. Mesmo com um jogador a menos em campo a equipe de Erechim buscou não se expor na partida e mesmo não tendo uma posse de bola tão superior quando a primeira etapa, o Caxias não teve forças para assustar a equipe de Erechim.

Até que aos 20 minutos de partida, a equipe visitante passou a fazer valer o jogador a mais em campo. O Caxias passou a explorar as dimensões do campo do Colosso da Lagoa, mas as investidas do Caxias paravam na boa atuação do goleiro Carlão.

A equipe de Erechim ainda teve tempo de faz 2 a 0. Aos 41 minutos Cleiton fez uma ótima jogada individual e fechou o placar favorável ao time de Erechim.

No lance do gol dois atletas do Caxias se lesionaram, e a ambulância foi acionada para levar um dos atletas ao hospital. A partida ficou paralisada por alguns minutos até que veículo de atendimento retornasse ao estádio.

 Com a vitória a equipe de Erechim chega aos 19 pontos na tabela de classificação. O Canarinho conquistou sua sexta vitória na competição e retornou ao G4, grupo das equipes que decidem em casa o play-off do segundo turno. A equipe de Erechim pode encerrar a rodada na vice-liderança da competição, mas precisa torcer para o Juventude não vencer sua partida diante do Avenida na noite desta segunda-feira.

A próxima partida do Ypiranga será no próximo domingo, 22, quando a equipe de Erechim enfrenta o São Paulo na cidade de Rio Grande. A partida está agendada para as 16 horas, e a equipe de Erechim viaja para o sul do Estado com a possibilidade de assumir a liderança do Gauchão 2015.

YFC - PrimeComunicação

domingo, 15 de março de 2015

Placar RS

Gauchão, 1a. fase, 11a. rodada
Sábado
Grêmio 1 x 0 Cruzeiro
Gol: Braian Rodriguez 34/2T

Domingo
Brasil 0 x 2 Inter
Gols: Valdívia 42/1T e Taiberson 48/2T

Passo Fundo 2 x 1 Veranópolis
Gols: Michel 16 e Dagoberto 25/2T (PF); Lê 22/2T (V)

Ypiranga 2 x 0 Caxias
Gol: Saldanha 40/1T e Cleiton 40/2T

União Frederiquense 1 x 1 Aimoré
Gols: Fred 51/2 (UF): Rafael Pavone 50/2T (A)

Novo Hamburgo 2 x 1 São Paulo
Gols: Fred  8/1T e Leandrão 15/2T (NH); Matão 37/1T (SP)

Lajeadense 1 x 1 São José
Gols: Rafael Goiano - contra 2/2T (L); Jean Roberto 43/2T (SJ)

Segunda
Juventude 1 x 1 Avenida
Gols: Rogerinho 17/2T (J); Miro Bahia 24/2T (A)

Classificação
Pos. Equipe PG J V E D GP GC SG
1 Grêmio 20 11 6 2 3 14 6 8
2 Ypiranga 19 10 6 1 3 17 6 11
3 Inter 19 10 5 4 1 15 8 7
4 Cruzeiro 19 11 5 4 2 10 6 4
5 Brasil 18 11 5 3 3 13 8 5
6 Juventude 18 11 5 3 3 11 7 4
7 Passo Fundo 17 11 5 2 4 15 16 -1
8 Lajeadense 17 11 4 5 2 13 9 4
9 São José 16 11 4 4 3 14 13 1
10 Novo Hamburgo 15 11 4 3 4 10 11 -1
11 Aimoré 14 11 3 5 3 10 13 -3
12 Veranópolis 11 11 3 2 6 7 10 -3
13 São Paulo 9 11 2 3 6 9 15 -6
14 Caxias 8 11 2 2 7 7 14 -7
15 Avenida 8 11 2 2 7 7 18 -11
16 União Frederiquense 8 11 1 5 5 7 19 -12



Divisão de Acesso, 1a. fase, 1º turno, 4a. rodada
Sábado
Pelotas 2 x 1 Santa Cruz
Gols: Giovani 15/1T e Paulo Roberto 27/1T (P); Maicon Santana 30/1T (SC)

Domingo
Inter-SM 3 x 1 Rio Grande
Gols: Maicon Sapucaia 1/1T, Marcus 34/1T e Rodrigão 36/2T (I); Diego Fernandes 32/2T (RG)

Nova Prata 1 x 3 Glória
Gols: Rodighiero 33/1T (NP); Alê Menezes 26/1T e 29/2T, Guto 38/1T (G)

Panambi 0 x 0 Santo Ângelo

Guarani-VA 2 x 1 Riograndense
Gols: Léo Paulista 35/1T e Léo 11/2T (G); Marquinhos 29/2T (R)

São Luiz 0 x 0 Tupi

Segunda
Esportivo 1 x 1 Brasil-Fa
Gols: Bággio 20/1T (E); Marques 42/2T (B)

Classificação
Grupo A
Pos. Equipe PG J V E D GP GC SG
1 Glória 9 4 3 0 1 9 4 5
2 Panambi 6 4 1 3 0 6 5 1
3 Nova Prata 5 4 1 2 1 7 6 1
4 São Luiz 5 4 1 2 1 5 5 0
5 Santo Ângelo 5 4 1 2 1 1 2 -1
6 Tupi 3 4 0 3 1 4 5 -1
7 Esportivo 3 4 0 3 1 4 6 -2
8 Brasil-Fa 3 4 0 3 1 3 6 -3

Grupo B
Pos. Equipe PG J V E D GP GC SG
1 Guarani-VA 9 3 3 0 0 4 1 3
2 Inter-SM 7 4 2 1 1 7 3 4
3 Pelotas 6 2 2 0 0 4 1 3
4 São Gabriel 5 3 1 2 0 5 2 3
5 Riograndense 3 3 1 0 2 4 7 -3
6 Santa Cruz 1 3 0 1 2 4 6 -2
7 Rio Grande 0 4 0 0 4 1 9 -8

Amistoso
Sábado
Farroupilha 2 x 0 Trianon (Canguçu)

Flamengo de Alegrete fica de fora do Gauchão

Grupo do Flamengo treinava esperando o início da competição. Foto: Portal Alegrete Tudo.
A Terceirona Gaúcha 2015 contará com apenas 10 clubes e não 15 como projetava o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Novelletto. As equipes foram dividas em dois grupos com 5 times.

Na quarta-feira (11), Garibaldi e Barra confirmaram participação, a tabela divulgada com oito clubes foi modificada com a participação de 10 clubes.

O Flamengo de Alegrete não consta na tabela de jogos, sendo assim, o Grupo A, ficou com: Garibaldi; Palmeirense ; Marau; Sapucaiense e Gaúcho. No Grupo B:  Barra; 14 de Julho; Farroupilha ; Bagé e Guarany de Bagé.

A segunda fase terá 8 clubes e terá turno e returno, assim como na primeira etapa. Passam os dois melhores de cada grupo para a semi-final, em formato de mata-mata. Somente o Campeão terá acesso a Série A2 do Gauchão.

A notícia chocou o grupo der 28 atletas que há mais de três meses treinavam com o objetivo de encarar a competição. O Portal Alegrete Tudo entrou em contato telefônico na noite de quarta-feira, com o presidente do rubro negro alegretense para saber o motivo da desistência. Segundo Toninho Fagundes, havia prazo determinado e ele não confirmou, pediu uma prorrogação de datas e o presidente da FGF, Francisco Noveletto não esperou essa definição. “Ainda há uma possibilidade de reverter o quadro, na quinta podemos ser incluídos numa chave”, lamenta Fagundes.

No entanto o site da FGF apresentou a tabela, grupos e o carnê completo dos jogos. Não é de praxe a federação incluir clubes após divulgações do calendário de jogos. Para o conselho gestor que trabalhava arduamente nos bastidores, a notícia foi uma ducha de água fria.

Tentamos entrar em contato com o treinador Edson Machado, mas não foi localizado. Um dos diretores, Sergio Augusto Lima, lamentou o ocorrido, ” Estamos todos chocados com esta atitude”, resumiu o desportista.

Segundo Sérgio, o conselho irá se reunir nesta quinta-feira (12). A reunião na LAF deverá pautar o próximo caminho do grupo de atletas. “Não iremos desistir”, finaliza o dirigente. Conforme ele o atual conselho gestor pró Flamengo na Terceirona vai emitir um comunicado oficial à comunidade nas próximas horas. Ainda ontem à noite constava o nome do Flamengo no regulamento técnico da competição, o que pode ser um bom agravante para equipe ser incluída na competição.

1ª RODADA  - 5 de Abril – 15h
Sapucaiense x Marau
Palmeirense x Gaúcho
Guarany de Bagé x Bagé
14 de Julho x Farroupilha

Portal Alegrete Tudo

Farroupilha vence primeiro amistoso

Fantasma vence primeiro teste visando a Segundona Gaúcha: 2 x 0 no Tranon de Canguçu. Foto: Henrique König / Assessoria GAF
O Farroupilha recebeu o Trianon de Canguçu na tarde deste sábado (14), no estádio General Nicolau Fico. Bom público prestigiou o primeiro amistoso oficial do tricolor com ingressos a 5 reais ou dois quilos de alimento. O técnico Badico não contou com o lateral Diego Saraçol, machucado. Em campo, vitória do Farrapo que soube converter melhor as chances criadas. Gabriel Lima fez os gols da vitória, que ainda teve bola na trave em cabeçada do estreante Pato.

No primeiro tempo, o Fantasma iniciou a mostra de poderio ofensivo. Destaque para uma boa triangulação em passe de William Bicca para Lima. Este cruzou rasteiro para Maike, mas a defesa afastou na hora H. O gol saiu em outra jogada de Gabriel Lima. Ele recebeu enfiada de William Bicca e driblou o goleiro. Mesmo com pouco ângulo, acertou as redes: 1 a 0! Comemoração de um jogador que passou boa parte do ano passado na lateral direita e agora é aproveitado como atacante pelo lado.

Atrás, o goleiro Samuel fez boas defesas para garantir o placar mínimo favorável. No segundo tempo, o camisa 1 do Fantasma continuou a atuação firme. Como resposta aos ataques do Trianon, o Farroupilha acertou a trave em cruzamento da direita, quando o estreante Pato, que entrou na etapa complementar, cabeceou a bola no poste. Para selar a vitória, um contra-ataque resolveu o jogo.

Marcão, outro atacante de estreia, roubou a bola no meio de campo pela esquerda e encontrou Gabriel Lima. O jovem avançou, avançou, enganou os marcadores quando não passou e ele mesmo concluiu rasteiro, tirando do guarda-redes Guilherme. 2 a 0 para o Farroupilha, dois gols de Lima.

Farroupilha: Samuel; Anderson Mesquita, Raul, Carlão e Ihur; Alair, Vinicius, Roiter (Douglas), William Bicca (Bruno Ratinho); Gabriel Lima (Pato) e Maike (Marcão).

Trianon: Guilherme; Leoni, Jean, Cauê e Derick; Lucas, Rodrigo Müller, Felipe Danda, Marcelinho; Jarro e Luan.

A atuação do tricolor arrancou aplausos no estádio Nicolau Fico. O próximo compromisso é o jogo-treino na segunda-feira (16), contra o Pelotas, às 15h30, no Parque Lobão.

Assessoria GAF - via Facebook

Passo Fundo: por um lugar entre os oito primeiros colocados

Passo Fundo treinou na sexta para a partida diante do VEC no Vermelhão. Foto: Alex Borgmann
Manter o ótimo momento no Gauchão 2015, conquistar a quarta vitória consecutiva e, consequentemente, ingressar no G-8 já na reta final da primeira fase. É com esse espírito que o Esporte Clube Passo Fundo entrará em campo na noite deste domingo (15). A partir das 19h, pela 11ª rodada da competição, o Tricolor recebe o Veranópolis, numa partida que promete casa cheia e fortes emoções no Estádio Vermelhão da Serra.

Nona colocada na tabela de classificação, com 14 pontos, e motivada pelos 2 a 1 sobre o Brasil, de Pelotas, na última quinta-feira, a equipe do técnico Beto Campos terminará o final de semana entre os oito primeiros colocados caso confirme mais um triunfo. Isso porque Lajeadense (sétimo) e São José (oitavo colocado) se enfrentarão em Lajeado, e fatalmente um deles deixará de somar pontos. Dependendo dos resultados paralelos, aliás, o Passo Fundo pode finalizar a rodada até mesmo na quinta colocação.

Para que a vitória venha diante de um adversário invicto há três jogos – e que busca se distanciar da zona de rebaixamento –, a tendência tricolor é pela manutenção da base do time que enfrentou o Brasil, ainda sem as presenças de Henrique Choco e Janderson, entregues ao Departamento Médico. Já o Pentacolor da Serra, comandado por Julinho Camargo, não possui jogadores suspensos e deve ter força máxima.

Os ingressos para Passo Fundo x Veranópolis começam a ser vendidos a partir das 9h de domingo, nas bilheterias do Vermelhão da Serra. Um lugar na arquibancada custa R$ 25,00. Mulheres, estudantes (com carteirinha) e idosos (maiores de 65 anos) pagam R$ 15,00, enquanto adquirentes do Plano Sócio Torcedor e crianças até 12 anos não pagam.


FICHA TÉCNICA - E. C. PASSO FUNDO x VERANÓPOLIS

PASSO FUNDO: Vanderlei, Rudiero, Márcio Nunes, Gustavo e Xaro; Marcus Vinícius, Carlos Eduardo, Souza e Cleverson; Branquinho e Michel. Técnico: Beto Campos

VERANÓPOLIS: Matheus, Afonso, Léo Dagostini, Jadson e Luciano Amaral; Marcos Rogério, Eduardinho, Glauber e Túlio Renan; Erik e David Dener. Técnico: Julinho Camargo

ARBITRAGEM: Márcio Coruja, auxiliado por Rafael da Silva Alves e Tiago Augusto Kappes Diel

HORÁRIO: 19h

LOCAL: Estádio Vermelhão da Serra, em Passo Fundo

INGRESSOS: Arquibancada – R$ 25,00

Mulheres, estudantes (com carteirinha) e idosos pagam R$ 15,00

Sócio Torcedor e crianças até 12 anos não pagam

ABERTURA DOS PORTÕES: 18h

EC Passo Fundo - divulgação