segunda-feira, 21 de abril de 2014

Cerâmica goleia o Brasil-FA pela Divisão de Acesso

Foto: Rodrigo Figueiró/CAC
Na tarde desta segunda-feira, 21, que marca o feriado de Tiradentes, no Brasil, o Cerâmica aplicou uma goleada no Brasil de Farroupilha, jogando no estádio Antônio Vieira Ramos, pela Divisão de Acesso.. O Tricolor de Gravataí venceu por 5 a 1, com gols de Danilo (2 vezes), Rafinha, Julio Abu e Neguete. “Foi uma grande vitória. Poderíamos ter vencido em Erechim. Hoje aqui ocorreu a complementação do nosso trabalho. Esse resultado foi muito importante para reanimar os atletas. Agora vamos direcionar as atenções para o jogo de quinta-feira contra o Glória, que também será muito difícil”, afirmou o técnico Hélio Vieira.

O jogo
O Cerâmica estava desacreditado após a derrota em Erechim, mas precisava da vitória para seguir sonhando com a classificação na Divisão de Acesso. Logo aos três minutos de partida, Jeferson cruzou da direita para dentro da área e Franciel cabeceou para fora. Com 19 minutos da etapa inicial, Danilo entrou pela direita e chutou forte na saída do goleiro para abrir o marcador. Quatro minutos depois foi a vez de Rafinha invadir a área e chutar no canto do goleiro Ederson e estufar as redes do time adversário, ampliando o placar.

Segunda etapa
Com a vantagem de dois a zero do primeiro tempo, o Cerâmica voltou querendo mais. Porém, foi o Brasil que conseguiu balançar primeiro as redes. Com 12 minutos, após um descuido da zaga Ceramista, Alex Goiano entrou para descontar. Mas o Tricolor de Gravataí seguia focado e buscando ampliar. Com o domínio da partida, Jeferson avançou pela direita e cruzou para Franciel, que novamente cabeceou para fora, aos 14 minutos de segundo tempo.

O Cerâmica seguia pressionando o adversário, até que aos 21 minutos, Rodrigão saiu atrás da linha de marcação do Brasil para marcar, mas o bandeira Michel José anulou, marcando impedimento. Com 33 minutos da etapa final, Julio Abu fez jogada individual e chutou forte, de fora da área para balançar as redes do Brasil-FA, marcando o terceiro gol Ceramista no jogo.

Aos 36 minutos, a bola ficou quicando na frente do goleiro Ederson e Danilo foi mais esperto, encobrindo o arqueiro, de cabeça e assinalando o seu segundo gol no jogo. Aos 43 minutos, Franciel chutou pelo lado direito e Neguete apareceu para completar e decretar o placar final. Cerâmica 5 X 1 Brasil-FA. “O nosso time estava desacreditado e agora é preciso dar continuidade a essa boa fase”, disse o meia Julio Abu.

FICHA TÉCNICA:

Cerâmica (5): Giovani, Jeferson, Rodrigão, Ícaro, Robson, Neguete, Danilo (Cidinho), Maurinho, Franciel (Wellington), Abu e Rafinha (Maicon Sapucaia).
Técnico: Hélio Vieira.

Brasil-FA (1): Ederson, Binde, Giordano, Mauricio, Raone, Brida, Jocenir, Anderson Ijui (Jean), Diegão, Alex Goiano (Rafael Xavier) e Jeferson (Rodrigo).
Técnico:

Arbitragem: Leandro Alflen, auxiliado por Michel José Satanislau e Diego Memmig.

Cartões amarelos: Jocenir, Rafael Xavier, Brida e Mauricio (BRA); Neguete, Robson, Rodrigão, Maurinho e Julio Abu (CAC).

Cartões vermelhos: Brida (BRA); Hélio Vieira (CAC).

Rodrigo Figueiró - Assessor de Imprensa
Comunicação - Cerâmica Atlético Clube

15 perde nos pênaltis vaga para a final do Primeiro Turno


Foto: Marcelo Ribeiro/site Caderno7

Foi novamente uma partida nervosa, afinal valia em um primeiro momento a vaga na final do primeiro turno e a chance de garantir o acesso de forma antecipada, mas também em uma segundo plano a garantia de mesmo perdendo a final do primeiro turno, lutar para subir contra o vice campeão do segundo turno.
As duas equipes se respeitaram muito durante os 90 minutos. Foram raras as chances de gol, não mais que duas em cada tempo para cada equipe. Os goleiros Mateus e Anderson, quando chamados a trabalhar, o faziam de maneira segura, deixando os mais de 4 mil torcedores que foram ao Silvio Correia de Farias com a sensação de que a bola não balançaria a rede. Ao final, mesmo com os 4 minutos de acréscimos dados pelo árbitro Daniel Soder, ninguém conseguiu romper a linha fatal.

Vieram as penalidades, de boas recordações para ambas as equipes, pois tanto o 15 como o São Gabriel, eliminaram  Grêmio Bagé e Associação Garibaldi nos tiros da marca do cal. A vantagem acabou sendo da equipe da casa, que  combinando a pressão da torcida com a confiança do goleiro Anderson, que havia pego três pênaltis contra o Garibaldi. O experiente centroavante Serjão marcou para o São Gabriel, Cristiano empatou para o tricolor. Foi depois que Rafael Gewer marcou, que voltou a brilhar a estrela do goleiro Anderson, defendeu as cobranças de Jonathan e Paim, enquanto Guilherme e Lucas fizeram, não sendo necessárias as cobranças de Ruan e Douglas. Final de jogo 4x1 para o São Gabriel que agora decide com o Rio Grande a primeira vaga na Divisão de Acesso em 2015.

O 15 volta aos treinos na terça-feira. Agora os comandados de Alex Melo começam a treinar pensando no segundo turno, quando ao contrário do primeiro turno, a equipe disputará três das cinco partidas da fase classificatória em casa, buscando a novamente a classificação e o título que dá o acesso. Sem tantas viagens o técnico Alex Melo vai ter mais tempo para treinar jogadores mais descansados e o tricolor vai novamente em busca de um lugar ao sol.

Cássios Schaab
Assessoria de Imprensa
Depto. de Futebol Clube 15 de Novembro

domingo, 20 de abril de 2014

Rio Grande está na final da Segundona Gaúcha

Foto: Aline Rodrigues/Assessoria SC Rio Grande
Neste domingo de Páscoa, o Rio Grande enfrentou o Guarany-Ba pela semifinal da Segunda Divisão do Campeonato Gaúcho. Com cerca de 800 torcedores presentes no estádio, a equipe da casa fez o dever e garantiu a classificação para a final da competição. O Mais Velho venceu o time alvirrubro pelo placar de 3 a 0.

Logo no começo da partida Léo Jaques em um cruzamento na área adversária tentou achar Fernandes, mas a bola subiu demais. Em outra jogada, Léo Jaques mandou a bola para Fernandes que correu pela lateral e tocou para Fabiano, que chutou da intermediária só que a bola passou ao lado do gol adversário. Mesmo no começo do jogo, o Rio Grande já buscava um gol e logo em seguida Tainã tentou mais uma vez quando tocou para Tássio que da linha lateral chutou para dentro da área e Léo Jaques chutou no gol e a bola mais uma vez passou perto do gol adversário. Tainã na cobrança de escanteio colocou a bola dentro da área e Gralak cabeceou forte por cima do gol. O primeiro gol do Rio Grande surgiu em uma cobrança de falta. Léo Jaques sofreu uma falta na intermediária e Fabiano mandou para o fundo das redes, sem deixar chance de defesa para o goleiro.

Após o gol do Tricolor, a equipe seguiu na busca pela ampliação do placar. Tainã cobrou escanteio e a zaga do Guarany-BG afastou e Fabiano na sobra chutou forte, mas a bola foi alta demais. Em uma jogada rápida e de troca de passes, Alexandre tocou para Fernandes, que passou para Léo Jaques que chutou cruzado mandando a bola no canto do goleiro, ampliando o placar para o time da casa. Em outra jogada, Tássio finalizou dando um chute da intermediária, só que a bola subiu demais. Na troca de passes, Michel passou para Fabiano, que chutou a bola na zaga da equipe alvirrubra. Para finalizar o placar, Michel deu um tapinha na bola e marcou o terceiro gol do Rio Grande.

No final da partida o técnico Julio Batisti realizou uma avaliação da chegada do Rio Grande à final da competição. "Foi um jogo positivo. Temos uma equipe que cresceu muito dentro da competição. Estamos na final e agora o Guarany já foi e temos que pensar no São Gabriel. Chegaram na final as duas equipes que tiveram mais tempo de  trabalho. O São Gabriel é uma equipe que merece nosso respeito, mas vamos impor o nosso jogo e buscar o título para essa equipe e para o Rio Grande", destacou.

Batisti ainda elogiou o trabalho de todos que integram a comissão técnica do Rio Grande. "Esse ano iniciamos com planejamento. Os jogadores tem uma alimentação adequada e balanceada. Fizemos todo um planejamento. O Warner é um profissional fabuloso que tem feito a diferença na nossa equipe e para o trabalho do técnico é fundamental. Hoje completamos 77 dias de trabalho e o comprometimento de toda a comissão técnica e da equipe com a carreira deles e com o clube é excepcional. Todos têm contribuído muito com o trabalho. Toda a equipe está de parabéns. É um momento importante para o técnico, mas eu sozinho não teria chegado até aqui", concluiu.

Rio Grande: Luciano, Tainã, Gralak, Gustavo, Michel, Alexandre (Maiquel Weber), Tássio, Fabiano Weege (Buja), Pelezinho, Léo Jaques (Jorge André) e Fernandes. Técnico: Julio Batisti.

Guarany-BG: Vagner Quadros, Norton, Fábio Souza, Wagner, Carlos Jr., Elton George (Lucas Oliveira), Alexsander (Cleider Jr.), Vitor, Alex Carioca, Raphael Paraíba e Gustavo Sapeka.

Arbitragem: Alessandro Vanni Mocelin, auxiliado por Julio C. Espinoza de Freitas e Edemar Lacerda Palmeira.

Departamento de Comunicação
Texto e fotos: Aline Rodrigues

Em dia de festa, Tupi vence a terceira consecutiva e é líder isolado

Bom público acompanhou a vitória do Tupi. Foto: Clécio Marcos Bender Ruver/Guia Crissiumal.
No domingo de Páscoa, com grande presença de público no Estádio Rubro-Negro, com a participação de Danrlei e Carlos Miguel em jogo preliminar, o Tupi FC venceu a sua terceira partida no Segundo Turno da Divisão de Acesso e chegou a liderança isolada de seu grupo.

Em um jogo onde mostrou superioridade, o artilheiro Mano Garcia marcou o único gol da tarde. O Tupi chegou ao 9º jogo de invencibilidade e está 5 partidas, 450 minutos sem sofrer gols.

Sem o volante Sergio Luis lesionado, o Técnico Jair Galvão promoveu a entrada de Dener, Queijinho deu lugar ao atacante Mano Garcia. No Avenida, de novidade a estreia de Tonho Gil na casamata.

O primeiro tempo começou truncado, com muitas faltas, passes errados e pouco futebol. A primeira oportunidade do jogo foi do Tupi, aos 24 minutos Michel levantou falta para a área e Dener obrigou Vanderlei a se esticar todo para jogar para escanteio. Aos 27 minutos, Michel levantou mais uma vez a bola com perfeição para a área e o artilheiro Mano Garcia cabeceou forte, marcando seu 5º gol na competição e o 9º gol com a camisa do Tupi, levantando o torcedor. O Avenida buscava o ataque, mas deixava muito espaço no contra ataque, onde Robert perdeu duas excelentes oportunidades de aumentar o marcador, aos 39 minutos chutando cara a cara e aos 43 minutos em nova defesa espetacular de Vanderlei.

Na volta do intervalo Tonho Gil sacou o volante Bocha colocando o atacante Dinei, passando para um 4-3-3, mas atacando, mais uma vez o Avenida deixava o contra ataque para o Rubro-Negro e a sua defesa vulnerável. Aos 11 minutos, em contra ataque de Michel e Mano Garcia, Mano tentou a cavadinha, jogando pro cima do gol. Aos 15 minutos, em escanteio, Marcelo obrigou Vanderlei a fazer difícil defesa. Aos 16 minutos, Miro Bahia bateu perto na segunda trave, na primeira boa chegada do Avenida. Aos 23 minutos o Tupi teve um gol de Robert anulado por impedimento e aos 26 minutos Queijinho lançou Michel, que obrigou Vanderlei, o melhor do Avenida, a fazer mais uma boa defesa. Nos minutos finais, os visitantes pressionaram muito e ainda tiveram uma boa oportunidade com Anderson Oliveira, aos 41 minutos, onde o cabeceio saiu fraco para a defesa de Josemar.

Michel Goiano foi mal expulso pela arbitragem em um lance onde a bola tocou sua mão aos 43 minutos. E o zagueiro Roger do Avenida foi expulso aos 48 minutos.

Ao final, muita reclamação para cima da arbitragem e até mesmo um princípio de confusão na entrada dos vestiários das duas equipes.

Ficha Técnica:
Tupi (1): Josemar, Filipe, Valdemar, Marcelo de Oliveira e Adilson; Dener (Reinan), Michell Goiano, Danilo (Queijinho) e Michel; Mano Garcia e Robert (Róbson). Técnico Jair Galvão.
Avenida (0): Vanderlei, Fininho, Altair, Roger e Vinicius (Maurício); Bocha (Dinei), Márcio Tinga, Miro Bahia e Alexandre; Clodoaldo e Gilian (Anderson Oliveira). Técnico Tonho Gol.
Arbitragem: Marcio Schiavo, auxiliado por Franciel Horn, Marlon Morreira e Gederson Folletto.

Demais resultados:
Inter SM 4 x 0 Santo Ângelo
Riopardense 1 x 2 Canoas
União 3 x 1 Panambi
Ypiranga 2 x 1 Marau
Santa Cruz 0 x 2 Riograndense
Glória 0 x 1 Nova Prata
Nesta segunda-feira, dia 21, Cerâmica x Brasil complementam a rodada.

Classificação:
Grupo A – 1º Tupi 9, 2º Inter SM, União, Canoas e Santo Ângelo 6; 6º Avenida 3; 7º Panambi e Riopardense 0.
Grupo B – 1º Nova Prata 7, 2º Brasil e Ypiranga 6; 4º Marau e Glória 4; 6º Riograndense 3, 7º Santa Cruz e 8º Cerâmica 0.

Na quarta-feira às 15:30 o Tupi volta a campo diante do Inter SM.

Guia Crissiumal

Placar RS

Plantel do EC São Gabriel rezando em agraecimento à classificação sofrida para a final da Segundona.
Foto: Esporte Clube São Gabriel " No Ar "/via Facebook.
Divisão de acesso, returno, 3a. rodada
Sábado
Santa Cruz 0x2 Riograndense
Glória 0x1 Nova Prata
Riopardense 1x2 Canoas
Ypiranga 2x1 Maru

Domingo
Tupi 1x0 Avenida
Inter-SM 4x0 Santo Ângelo
União Frederiquense 3x1 Panambi

Segunda
Cerâmica 5x1 Brasil-Fa


Segunda Divisão, semifinais do turno, jogos únicos
Domingo
Rio Grande* 3x0 Guarany-Ba
São Gabriel* 0x0 15 de Novembro (4x1 nos pênaltis)
(*) finalistas do turno


Estadual de Juniores, jogo atrasado da 3a. rodada
Sábado
São Paulo 1x0 GAO


Estadual de Juvenis A, 3a. rodada, complemento
Sábado
Passo Fundo 1x3 Inter
São Paulo 2x2 Esportivo
Progresso 1x2 GAO
Dia 23/4 jogam Cruzeiro x Veranópolis, em local a ser definido.


Estadual de Juvenis B, 2a. rodada
Sábado
ACB Estância Velha 3x2 Igrejinha

Canoas obtém segunda vitória consecutiva, sobe no G4 e sonha com classificação

No sábado de aleluia, o Canoas foi a Rio Pardo enfrentar o time da casa, venceu por 2 a 1 de virada e passa a sonhar com a permanência na Divisão de Acesso. Paré abriu o marcador para o Riopardense, Edinilson e Liniker cobrando pênalti deram a vitória para a equipe visitante. O time do técnico Marcelo Estigarribia volta a campo na quarta-feira (23), às 15h30min, novamente fora de casa, quando encara o Avenida de Santa Cruz do Sul.

A PARTIDA

O time da casa começou pressionando e saiu na frente logo aos 4 minutos. O Riopardense ganhou rebote defensivo e a bola parou nos pés de Jonathan, que avançou e arriscou de fora da área. A bola espirrou na defesa e sobrou para o capitão Paré, que enchou o pé e mandou no ângulo. 1 a 0.

Aos 10min quase o gol de empate do Canoas. Cruzamento rasteiro para a área, a bola passou por quatro defensores do Riopardense e sobrou para Peterson. Na hora do arremate, Bolacha chegou dificultando e o camisa 8 do Canoas chutou para fora.  Três minutos mais tarde ocorreu o gol de empate do tricolor canoense. Em jogada trabalhada pela esquerda, Wagner cruzou, Michel escorou e Edinilson (foto) mandou para o gol. A defesa do time de Rio Pardo parou pedindo impedimento, mas o árbitro confirmou o gol.

Aos 22min quase o Canoas virou. Elton recebeu na intermediária, avançou e chutou forte no canto. Mas Thyago fez bela defesa. Um minuto depois foi a vez do time da casa levar perigo. Jonathan arriscou de fora da área e a bola passou raspando a trave de Gabriel. Aos 30, Iago recebeu pela direita, passou por Ceará e quando Júlio Cezar veio na cobertura ele tocou para Baiano, que entrava sozinho, mas a bola passou por toda extensão da área.

Aos 34, Michel puxou contra-ataque pela esquerda e tocou para Elton. O camisa 9 bateu forte e o goleiro do Peixe defendeu. No rebote, Edinilson tocou para o gol, mas o assistente assinalou impedimento. Aos 37min, Jonathan bateu forte, de longe, a bola desviou na defesa e ia entrando no cantinho. Gabriel voltou e, com a ponta dos dedos, tocou para escanteio. Aos 44, Liniker cobrou falta e a bola passou perto do ângulo do goleiro do Riopardense. E no último lance do primeiro tempo, Iago arriscou chute de fora da área e Gabriel fez mais uma boa defesa.

No segundo tempo veio o gol da vitória e mais uma expulsão

No intervalo, o técnico Marcelo Estigarribia promoveu duas trocas deixando a equipe mais ofensiva. Lucas entrou no lugar de Edinilson e Zezé ingressou na vaga de Peterson. Mas foi o time de Rio Pardo que levou perigo primeiro. Aos 10min, Jonathan arriscou de fora da área e quase marcou. Mas a tarde era mesmo do Canoas. Aos 13, Zezé puxou contra-ataque, tocou para Lucas, que invadiu a área e ao driblar o goleiro Thyago foi derrubado. Pênalti. Liniker cobrou para fazer 2 a 1, o terceiro dele na Divisão de Acesso, em dois jogos.

Aos 25min, já em tom de desespero, o zagueiro Rafael Alemão se mandou para o ataque. Num chute forte, de longe, Gabriel defendeu em dois tempos. Um minuto mais tarde, num tabelamento entre Alemão e Baiano, a bola sobrou livre para Alexsander, sozinho na grande área. Na hora do arremate, Diogo Bahia chegou para colocar o pé e salvar aquele que seria o gol de empate.

Aos 28min, o Canoas perdeu boa chance para ampliar com Lucas. Em lançamento para a área, a zaga do Riopardense falhou e a bola sobrou livre para o atacante, que não esperava erro defensivo do adversário e perdeu. Aos 38min, como já acontecera na partida contra o Inter-SM, o Canoas ficou com um jogador a menos. Liniker, o capitão da equipe, cometeu segunda falta de cartão amarelo e foi expulso.

A partir daí, o Riopardense foi para cima através de bolas alçadas na área e o Canoas se segurou como pode. Aos 39min, num levantamento, Iago não alcançou, mas Nicolas chegou por trás e tocou para o gol para boa defesa de Gabriel. Aos 46min, Luan perdeu grande chance e o resultado ficou mesmo no 2 a 1.

Na saída de campo, o meia Zezé comemorou a segunda vitória consecutiva. “Importante a gente vencer um duelo como este, de seis pontos, onde as duas equipes se encontram na parte de baixo da tabela. Agora, com duas vitórias seguidas, podemos sonhar com algo maior na competição”, comentou.

FICHA TÉCNICA:

Riopardense (1)
Thyago; Guto (Alexsander), Bolacha, Rafael Alemão e Nicolas; Paré, João Luiz, Douglas Ferreira (Geison) e Baiano; Jonathan (Luan) e Iago. Técnico Valdir Lemos.

Canoas (2)
Gabriel; Diogo Bahia, Júlio Cezar, Ceará e Wágner; Liniker, Peterson (Zezé), Edinilson (Lucas, Otávio) e Michel; Jader e Elton. Técnico Marcelo Estigarribia.

Gols: Paré (R), aos 4 minutos do 1º tempo; Edinilson (C), aos 13 do 1º tempo e Liniker (C), aos 14min cobrando pênalti.

Cartões amarelos: Rafael Alemão, Baiano e Thyago (R); Edinilson, Júlio Cezar, Ceará, Liniker e Diogo Bahia (C).

Cartão vermelho: Liniker (C).

Arbitragem: Jonathan Benkenstein, auxiliado por Thiago Pinheiro e Rodrigo Vargas.

Local e data: Estádio Amaro Cassep, em Rio Pardo. 19/04/2014, às 15h30min.

Kokka Sports - divulgação

Ypiranga vira para cima do Marau e volta ao G4

Foto: Prime Comunicação
O Ypiranga até levou um susto, saiu perdendo mas virou o placar para 2 a 1 em cima do Marau, na tarde deste sábado, na terceira rodada do Campeonato Gaúcho – Divisão de Acesso. Com o resultado, o Canarinho chega aos seis pontos e entra na zona de classificação ao play-off final da competição.

Um resultado muito comemorado pelos jogadores e comissão técnica. “Estamos querendo muito também o título deste turno. Importante que o torcedor veio, nos apoio e esperamos que siga assim, porque eles estão ajudando a fazer a diferença”, frisou Jucemar, que foi titular da lateral direita. “Agora vamos em busca da classificação para depois pensar no título”, acrescentou Anderson Santos.

Para Brandão, não jogo fácil no returno. “São bons adversários, todos os jogos serão complicados. A gente hoje começou atrás no placar, mas temos time para reverter estas situações e fomos buscar o resultado a nosso favor”, frisou o atacante Brandão.

O treinador Leocir Dall’Astra lamentou que o time não tenha começado como deveria o jogo. “Tivemos algum momento de desconcentração, mas após sofrer o gol, concentramos novamente, fomos para cima, pressionamos e criamos muitas oportunidades, além dos gols que fizemos”, explicou argumentando ainda a importância da vitória e de entrar na zona de classificação ao play-off.

O Ypiranga volta a jogar na próxima quarta-feira, diante do Brasil FA, no estádio das Castanheiras, em Farroupilha. Será o reencontro dos times que decidiram o primeiro turno. O Ypiranga saiu vencedor naquela oportunidade.

O jogo
O jogo mal havia começado e o Marau já surpreendia o Ypiranga. Logo a 1min Anderson cruzou e Adilson chegou para cabecear e abrir o placar em favor dos visitantes. Porém, foi praticamente tudo o que a equipe conseguiu produzir na primeira etapa.

O Ypiranga não se abateu com o gol, foi para o ataque e criou uma série de chances na sequencia. Até os 7min, foram pelos menos três boas chances de marcar. E aos 7min30, Jean Coral roubou a bola e tocou na saída do goleiro William para empatar a partida.

Dois minutos mais tarde Jucemar exigiu grande defesa de William. Aos 10min30 Jucemar cruzou e Gonçalves tocou para fora, de cabeça. Já aos 17min44 Brandão chutou e William espalmou para escanteio.

Aos 29min Jean Paulo tentou de bicicleta, mas a bola foi por cima. O gol da virada veio aos 42min20. Jean Paulo recebeu na entrada da grande área e chutou no canto, sem chances para William: 2 a 1.

Na etapa final, foi o Marau quem começou pressionando. Rodrigão acertou a trave de Carlãos aos 9min50. Mais tarde, aos 26min46, Flavio exigiu boa defesa de William.Aos 39min, outra vez Rodrigão teve boa chance, mas Carlão defendeu.

YPIRANGA – Carlão, Jucemar, Gonçalves, Anderson Santos e Wesley (Flávio), Robson, Guto (Luis Felipe), Jean Paulo e Juninho Tardelli, Brandão e Jean Coral (Amaral Rosa). T – Leocir Dall’Astra.

MARAU – William, Bonese, Saulo, Glauber e Felipe, Danilo (Carioca), Da Silva (Bahia), Alex e Adilson, Rodrigão e Anderson (Diego Campo). T – Vanderson Pereira.
LOCAL: Estádio Colosso da Lagoa Erechim.

Edson Castro
Gestor de Conteúdo
PrimeComunicação

A Musa do Gauchão é Xavante

A Musa do Gauchão é Xavante (Carlos Insaurriaga)
Na tarde deste sábado (19), a Musa Xavante Jéssica Soares foi escolhida Musa do Gauchão 2014. Finalista juntamente com as candidatas do Internacional, Grêmio e Veranópolis, Jéssica garantiu o título do concurso no programa Show de Bola da Rádio Gaúcha, organizadora do concurso. A rubro-negra recebeu os votos do Facebook, do Twitter e de um dos juradores do programa. Então, agora, a Musa do Gauchão é Xavante. Parabéns, Jéssica!

Carlos Insaurriaga
Assessoria de Imprensa GE Brasil

sábado, 19 de abril de 2014

15 viaja neste sábado para confronto com o São Gabriel

15 tenta fora de casa a classificação para a final do turno da Segundona. Foto: Assessoria 15 de Novembro.
O técnico Alex Melo comandou na tarde desta sexta feira o único treino visando a partida de domingo contra o São Gabriel, semi-final do primeiro turno da Segundona Gaúcha. Na noite de quinta-feira, acompanhado do seu auxiliar Edinho Rosa, Alex acompanhou a partida que determinou o time da Terra dos Marechais como adversário do 15 no domingo.

O técnico elogiou o grupo de atletas por conseguir obter a classificação sem perder jogadores suspensos ou lesionados para o confronto seguinte. "Foi muito importante classificar mostrando maturidade, pois mesmo perdendo, em momento algum o time deixou de fazer o que foi combinado antes do jogo. No final, por merecimento fomos coroados com a vaga."

Para domingo o meia Gustavo, suspenso pelo terceiro amarelo, e o zagueiro Elói, suspenso pela expulsão frente ao Palmeirense, voltam a ficar a disposição da comissão técnica. O meia Paim, que retornou de lesão em Bagé quando atuou por 30 minutos, deve ficar no banco devido à sua condição física.

Sobre o adversário, ficou a impressão de uma equipe compacta e muito experiente, que atuando em seus domínios deve impor muita pressão ao tricolor campo-bonense. O grupo volta a se reapresentar as 14h deste sábado no Sady Schmidt e em seguida as 14h30 sai em direção a São Gabriel.


Cássios Schaab
Assessoria de Imprensa - Depto. de Futebol Clube 15 de Novembro

Ypiranga encara o Marau neste sábado no Colosso da Lagoa

Feriado de Páscoa, mas no futebol gaúcho os trabalhos prosseguem. E na tarde deste sábado o Ypiranga entra em campo pela terceira rodada do returno do Gauchão – Divisão de Acesso. O time erechinense recebe o Marau, no estádio Colosso da Lagoa, a partir das 15h.

O Canarinho, que foi campeão na primeira fase e já tem vaga garantida na Série A do próximo ano, agora quer brigar pelo título do Campeonato. Por isso, uma vitória neste sábado significa voltar à zona de classificação para o play-off final do Gauchão.

O treinador Leocir Dall’Astra comandou um último trabalho na manhã desta sexta-feira. Com isso ele também encaminhou o time para enfrentar o Marau. A equipe só deve ser anunciada momentos antes do jogo, porque Gil ainda é duvida. O lateral Anderson e o atacante Foletti devem mesmo ser desfalques.

Os jogadores mostram motivação para seguir brigando pelo título. “Ganhamos o primeiro turno e agora queremos trabalhar para seguir bem nesta fase e buscar esta conquista. Temos que seguir mostrando nosso potencial também enquanto jogador”, destaca o volante Robson.

O meia Flávio também ressalta a importância de seguir conquistando bons resultados. “Sabemos que será mais um jogo difícil contra o Marau, porém a gente vem de uma vitória e esperamos somar mais três pontos em casa”, frisa.

Para Juninho Tardelli, o time tem que esquecer a primeira e focar na segunda fase. “Segue sendo um campeonato difícil. Este jogo diante do Marau será complicado, eles estão em ascensão no campeonato, mas esperamos fazer nosso melhor e somar os três pontos. Eu acredito que a gente já conseguiu o primeiro objetivo e agora queremos seguir sendo a melhor equipe do Campeonato”, disse.

Brandão ressalta o foco nos próximos jogos. “Fizemos um bom primeiro turno, mas queremos algo a mais. Pela campanha que fizemos acabamos sendo o time a ser batido agora, porém estamos preparados para seguir fazendo uma boa campanha”, encerra.

O Ypiranga tem uma vitória e uma derrota nos dois primeiros jogos do returno. Se conquistar o título também deste turno, não haverá necessidade de decisão do Campeonato, pois o Canarinho garante antecipadamente o título da temporada.


Edson Castro - Gestor de Conteúdo
Prime Comunicação

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Guarany chega à semifinais do turno

Logo no começo do jogo o Guarany atacou e quase marcou no comecinho. Mas o gol veio logo depois. O árbitro marcou mão na bola da defesa do Palmeirense. Cléber Oliveira bateu e fez. Mas o juiz mandou voltar o lance e na segunda vez Cléber repetiu o feito. Guarany na frente com placar que permaneceu inalterado durante o período.

No segundo tempo o Palmeirense conseguiu empatar a partida logo no começo, botando mais pressão na partida e indo para cima dos alvirrubros que jogavam no revés.

Em cobrança de escanteio ensaiada entre Cléber Oliveira e Carlos Jr.  a bola foi alçada na área e o zagueiro Wagner subiu mais que todo mundo para desempatar a partida. Dando números finais.
O Guarany jogou com: Vagner Quadros, Norton (Rudiere), Wagner, Fábio Souza e Carlos Jr.; Alex Sander, Vitor, Cléber Oliveira e Alex Carioca (Elton George); Raphael Paraíba (Taynã) e Gustavo Sapeka.

O adversário do Guarany em jogo único da semifinal é o Rio Grande, no domingo. O horário ainda será confirmado pela FGF.

Sérgio Galvani
Diretor de Comunicação

Juvenil do Cerâmica bate o Fragata no Vieirão

Foto: Rodrigo Figueiró/CAC
A equipe juvenil do Cerâmica encarou o Fragata pela terceira rodada do Estadual, no Vieirão, na tarde desta quinta-feira, 17. Em partida antecipada, devido ao feriado de Páscoa, o Tricolor de Gravataí garantiu a sua terceira vitória em três jogos, somando nove pontos na tabela do campeonato. O único gol da partida foi marcado por Fabiano aos 38 minutos do segundo tempo. “Perdemos muitas chances de gol. O time deles é bom e foi um jogo difícil. Mas o nosso grupo está determinado e não tinha como não vir a vitória”, disse o técnico Luis Eduardo Lima ao final da partida.

O jogo

O time juvenil do Cerâmica vinha de vitória por goleada em cima do Aimoré e queria repetir a boa atuação frente ao Fragata. Jogando em casa e com o apoio da torcida, a equipe partiu para o ataque, mas não encontrava o caminho do gol. Diversas vezes no primeiro tempo o Tricolor de Gravataí chegou na área do adversário, mas não transformou as chances em bola na rede.

Segunda etapa

No segundo tempo os garotos do Cerâmica continuaram determinados em busca do gol. Novamente, diversas chances de abrir o marcador, mas a bola persistia em não entrar. Aos 24 minutos da segunda etapa, Luis Becker chegou livre na cara do goleiro chutou forte para a defesa de Lonas. Aos 38 minutos do segundo tempo, finalmente o time da casa encontrou o caminho da vitória. Após muito insistir, aconteceu um bate e rebate na área do Fragata, a bola sobrou para Fabiano, que recém havia entrado no jogo, chutar e marcar o gol que garantiu mais três pontos para o Tricolor de Gravataí.

A próxima partida do Cerâmica está marcada para sábado, 26, contra o Esportivo, na Montanha dos Vinhedos.

FICHA TÉCNICA:

Cerâmica (1): Yan, Marcus Vinicius, Nathanan, Leonardo, Juliano, Luciano (Luis Becker), Gustavo (Wesley), Neto, Netinho e Rambo (Adriano).
Técnico: Luis Eduardo Lima.

Fragata (0): Lonas, Luis, Uellinton (Grilo), Baiano, Rafinha, Wellinton (Willian), Guilherme, Fabricio, Lucas (Bala), Matheus (Pedrinho) e Saymon.

Arbitragem: Fabio Souza, auxiliado por Cássio Dornelles e Vitor Abreu de Castro.

Cartões amarelos: Leonardo e Nathanan (CAC); Wellinton (F).

Rodrigo Figueiró - Assessor de Imprensa
Comunicação - Cerâmica Atlético Clube

Rio Grande está na semifinal do turno da Segundona

Bom público para acompanhar o Vovô do futebol brasileiro vencer e ir para as semifinais do turno da Segundona.
Foto: Aline Rodrigues
Na noite desta quarta-feira (16), onde foi registrado um dos melhores públicos dos últimos anos no Arthur Lawson, o Rio Grande venceu o Três Passos por 3 a 1 . A partida válida pela semifinal da Segunda Divisão do Campeonato Gaúcho levou cerca de 700 torcedores ao estádio. Na oportunidade, todos que estavam presentes do Arthur Lawson presenciaram a classificação do Mais Velho para a próxima fase da competição.


O jogo

Logo no começo da partida uma bola que surgiu de um cruzamento sobrou para Tássio dentro da área, que cabeceou e mandou nas mãos do goleiro. Em seguida o Tricolor abriu o placar com uma jogada de Léo Jaques, que correu em velocidade e conseguiu se livrar do marcador e mandou para Tássio que da lateral, quase na linha de fundo, colocou para dentro da área e Fernandes foi decisivo mandando a bola para o fundo das redes. Em seguida Fernandes escapou pelo meio campo e correu com velocidade em direção ao gol, mas o zagueiro adversário fez o corte mandando a bola para fora.

Em jogada trabalhada, o Tricolor seguiu tentando ampliar o placar. Léo Jaques dominou e mandou a bola para a área e Tássio já estava pronto para cabecear, mas o goleiro adversário se antecipou e saiu fazendo a defesa impedindo que o camisa 8 chegasse a tempo. Fabiano recebeu a bola e rolou para Tássio que chutou forte, mas a bola foi para fora. Em outra jogada, Fabiano conseguiu se livrar da marcação, chutou e a bola foi direto para as mãos do goleiro.

No começo do segundo-tempo o Três passou deixou tudo igual no Arthur Lawson com Javier. O Tricolor não se assustou após o empate e seguiu em busca do segundo gol. Edinei fez um cruzamento e Fernandes perto do gol cabeceou para fora. Tainã cruzou da lateral tentando fazer com que a bola chegasse em Léo Jaques, só que a defesa do TAC apareceu mais uma vez e tirou a bola. Logo depois, Michel sofreu uma falta dentro da área e o árbitro da partida marcou um pênalti. Tássio bateu o pênalti e balançou a rede adversária, para a alegria do torcedor do Rio Grande.

Fernandes bateu forte, o goleiro defendeu e espalmou a bola para fora. Para finalizar o placar, em uma jogada de troca de passes, Michel acabou ficando com a bola e marcou mais um para o Rio Grande.

No final da partida o técnico Julio Batisti salientou que a vitória foi muito importante, pois leva a equipe para a próxima fase da competição. "O 1 a 0 sempre é perigoso e sabíamos que podíamos sofrer o empate e foi o que aconteceu, mas a equipe está sabendo jogar com o resultado e buscando sempre o controle do jogo. Tivemos cabeça fria, inteligência e não nos abalamos e conseguimos passar por esse jogo. Agora esse jogo já foi, o TAC é passado, então vamos começar a trabalhar para domingo", avaliou.

Já o presidente Rafael Leonetti destacou a presença dos torcedores no estádio. "É importante a presença do torcedor e por isso vamos manter os mesmos preços de ingressos para a próxima partida. Queremos que o torcedor compareça ao estádio para apoiar a equipe", comentou. "Temos que ter o maior número possível de torcedores e para isso o público deve comparecer no domingo", completou.

Rio Grande: Luciano, Tainã, Gralak, Gustavo Dias, Ednei, Alexandre, Tássio (Gleisson), Fabiano Weege (Maiquel Weber), Pelezinho, Léo Jaques (Michel) e Fernandes. Técnico: Julio Batisti.

Três Passos: Éder, Júnior, Paraguai, Evandro, Tato, Marcos Costa (Tuparandi), Alemão, Wagner, Leonardo (Romário), Marcão e Javier. Técnico: Paulo Afonso Coelho, o Leco.

Arbitragem: Daniel Aloysius Soder, auxiliado por Antônio Cezar Domingues Padilha e Teilor Thomas da Silva.

Departamento de Comunicação
Texto e fotos: Aline Rodrigues

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Placar RS

Divisão de Acesso, returno, 2a. rodada
Quarta
Riograndense 0x1 Brasil-Fa
Ypiranga 1x0 Cerâmica
Santa Cruz 2x2 Glória
Nova Prata 0x0 Marau
Riopardense 0x1 Tupi
Canoas 3x2 Inter-SM
Panambi 3x4 Santo Ângelo
União Frederiquense 3x2 Avenida


Segunda Divisão, quartas-de-final do turno, jogos únicos
Quarta
Rio Grande* 3x1 Três Passos
Bagé 2x2 15 de Novembro* (4x5 nos pênaltis)

Quinta
Garibaldi 0x0 São Gabriel* (1x3 nos pênaltis)
Palmeirense 1x2 Guarany-Ba*

(*) semifinalistas do turno


Estadual de Juniores, 9a. rodada
Terça
São José 1x1 Aimoré
Lajeadense 3x2 Veranópolis
Cerâmica 0x1 Igrejinha
Brasil 0x0 GAO
São Paulo 1x1 São Luiz

Quarta
Inter 4x2 Juventude
Novo Hamburgo 2x0 Cruzeiro

Quinta
Canoas 1x7 Grêmio


Estadual Juvenil A, jogos atrasados
Quarta
Novo Hamburgo 3x1 São José

Quinta
Ivoti 1x3 Juventude
Cerâmica 1x0 Fragata


Estadual Juvenil B, jogos atrasados
Quarta
Igrejinha 4x3 Sapucaiense
Ypiranga 0x0 União Frederiquense
Encantado 3x0 Garibaldi

Quinta
Inter 4x0 Guarany-CAM
Gramadense 1x1 Avenida

Com um a menos, Canoas alcança primeira vitória na Divisão de Acesso

Canoas obtém primeira vitória na Divisão de Acesso: 3 a 2 no Inter-SM. Foto: Kokka Sports.
O Canoas venceu nesta quarta-feira, em Campo Bom, pela primeira vez na Divisão de Acesso 2014. Atuando com um jogador a menos por mais de 30 minutos, a equipe comandada por Marcelo Estigarribia fez 3 a 2 no Inter de Santa Maria, com gols de Liniker (duas vezes) e Edinilson. Fábio Alemão e Jone fizeram os gols da equipe visitante. Com o resultado, o tricolor encerrou a rodada na quarta colocação empatado com o Avenida de Santa Cruz do Sul. O time volta a campo no sábado, quando enfrenta a Riopardense, fora de casa, sábado, às 15h30.

A PARTIDA

O Canoas começou dominando o jogo. Aos 9min, Michel fez boa jogada pela esquerda e cruzou no segundo pau. Jáder escorou para Liniker que deu uma bomba por cima do gol. Aos 17min, Liniker cobrou falta, Ceará desviou de costas e a bola passou raspando o poste direito. Aos 28, Jáder cruzou para Edinilsou, que cabeceou fraco, nas mãos do goleiro Jonatas.

Aos 37min, o primeiro gol canoense. Liniker cobrou falta, a bola desviou na zaga e entrou: 1 a 0. Quatro minutos depois, em cruzamento da esquerda, Fábio Alemão empatou o jogo com chute cruzado, no cantinho de Gabriel. Mas, aos 43, Edinilson recebeu passe de Michel, que havia ganhado uma dividida, e foi derrubado na área: pênalti. Na cobrança, Liniker fez 2 a 1.

Expulsão e emoção na segunda etapa

Aos 6min, o Canoas teve boa chance. Gustavo cortou o zagueiro e bateu de fora da área, perto da meta rival. Aos 8, Gabriel fez boa defesa, após chute de Piccinini. Aos 14 e 15, Júlio Cezar e Bahia salvaram o Canoas. No minuto seguinte, Gustavo levou segundo amarelo e foi expulso. O Inter pressionou e chego ao empate aos 24min, quando Wagner falhou e Jone se aproveitou para marcar, em bola desviada que encobriu Gabriel. Mas, um minuto depois, Michel puxou contra-ataque, lançou Edinilson que driblou o zagueiro e bateu no cantinho: 3 a 2. Depois foi só pressão dos visitantes, mas, bem fechado, o tricolor não permitiu novo empate.

TRICOLORES

Nesta quinta-feira, a equipe sub-20 do Canoas enfrenta o Grêmio, no CT de Eldorado do Sul, pela nona rodada do Campeonato Gaúcho Júnior. O jogo inicia às 15h30. O jogo marca o retorno do técnico Eduardo Luz, que treinou o time na primeira rodada e foi demitido. Agora, ele reassume, no lugar de Silvio Rogério, que foi para o Avenida.

FICHA TÉCNICA

CANOAS (3)

Gabriel; Diogo Bahia, Júlio Cezar, Ceará e Wagner; Liniker, Gustavo, Jáder e Michel; Edinilson e Elton. Técnico: Marcelo Estigarribia

INTER-SM (2)

Jonatas; Pedro Júnior (Cássio), Marcelo Ramos, Diego Rocha (Josias) e Roger; Douglas T-Rex, Luiz Felipe (Jone), Rafael Muçamba e Piccinini; Josiel e Fábio Alemão. Técnico: Badico

DETALHES

Local – Estádio Sady Schmidt, em Campo Bom
Arbitragem – Marcelo Cavalheiro Pereira, auxiliado por Paulo Ricardo Conceição e Luiza Naujorks Reis
Cartões amarelos – Diogo Bahia, Gustavo, Michel, Edinilson e Elton (Canoas); Pedro Júnior, Marcelo Ramos, Diego Rocha, Josias e Douglas (Inter-SM)
Cartão Vermelho – Gustavo (Canoas)
Gols – Liniker, aos 37 e aos 43 do primeiro tempo, e Edinilson, aos 25 do segundo (Canoas); Fábio Alemão, aos 41 do 1 tempo, e Jone, aos 24 do segundo tempo

Kokka Sports - divulgação

Cerâmica perde para o Ypiranga na Divisão de Acesso

Foto: Rodrigo Figueiró/CAC
O time profissional do Cerâmica Atlético Clube viajou até a cidade de Erechim, para enfrentar o Ypiranga pela segunda rodada do segundo turno na Divisão de Acesso. Na estreia do técnico Hélio Vieira no comando da equipe Tricolor, o time jogou bem, desperdiçou chances de gol e acabou derrotado por 1 a 0. “O rendimento da equipe foi satisfatório. Tivemos diversas oportunidades de abrir o placar e em alguns momentos do jogo fomos melhores. A dedicação deles me dá a certeza que vamos ter bons resultados ali na frente. Faltou o detalhe que é decisivo, o gol”, disse o treinador Ceramista.


O jogo

O Cerâmica vinha de derrota para o Nova Prata e precisava da vitória para se recuperar na competição. Logo aos três minutos de jogo, Maurinho cruzou na área, a bola passou na frente de Franciel que não conseguiu alcançar. Aos 19 minutos, Rafinha arriscou de longe, mas o goleiro pegou firme.

O adversário também atacava com perigo, mas sem efetividade. Aos 28 minutos, Danilo sobrou livre e chutou forte, mas a bola passou raspando o poste direito do goleiro Carlão. No final da etapa, aos 42 minutos, Franciel bateu da entrada da área, mas a bola foi para fora.


Segundo tempo

Na segunda etapa os times tiveram poucas oportunidades de abrir o marcador. Porém o time da casa conseguiu balançar as redes do Tricolor de Gravataí no final da etapa. Com cinco minutos de jogo, Rafinha tocou para Julio Abu, que chutou raspando a trave. Aos 11 minutos, Danilo cruzou na área, mas a bola pegou um efeito e quase foi parar dentro do gol.

Aos 33 minutos da etapa final, um bate e rebate aéreo na zaga do Cerâmica e Saldanha cabeceou para marcar o único gol da partida e decretar a derrota Ceramista. “Tomamos um gol de bola parada. Agora é erguer a cabeça e continuar lutando pelo nosso objetivo”, afirmou Alex.
O Cerâmica volta a campo na próxima segunda-feira, 21, quando enfrenta o Brasil-FA, às 15h30, no estádio Vieirão.

FICHA TÉCNICA:
Cerâmica: Giovani, Jeferson, Rodrigão, Neguete, Robson, Alex, Danilo, Maurinho (Couto), Franciel (Maicon Santana), Julio Abu (Cidinho) e Rafinha.
Técnico: Hélio Vieira

Ypiranga: Carlão, Gil (Jocimar), Gonçalves, Anderson, Robson, Wesley, Guto, Juninho, Brandão (Saldanha), Jean Paulo (Luis Felipe) e Coral.
Técnico: Leocir Dallastra.

Arbitragem: Luciano Prudente, auxiliado por Jonas André Carls e Gederson Vinicio Foletto
Cartões amarelos: Robson (Y); Rafinha (CAC).


Rodrigo Figueiró - Assessor de Imprensa
Comunicação - Cerâmica Atlético Clube

Estadual Júnior: São José cede empate no último minuto

São José e Aimoré empataram em 1x1, numa grande partida de futebol, válida pela 9ª rodada da fase classificatória do Estadual Júnior. O jogo foi disputado na tarde desta 3ª feira, 15/04/14, no Estádio Passo D'Areia em Porto Alegre/RS.

Desde o início, o jogo foi muito aguerrido e disputado. Ambas equipes buscavam o gol e marcavam fortemente. O São José buscava envolver seu adversário através de passes curtos e movimentações rápidas. Já o Aimoré, apostava nos contra-ataques e jogadas de profundidade.

No primeiro tempo o Zequinha levou mais perigo ao gol do Índio Capilé. Numa jogada de grande velocidade, Willian invadiu a área e desferiu uma bomba que estourou no travessão do goleiro Glauber. Em seguida, Deivison recebeu na entrada da área e, de perna direita, chutou rasteiro muito próximo ao gol. Antes disso, Jean Michel perdeu boa oportunidade de abrir o placar em jogada dentro da grande área do Aimoré.

Num lance na lateral do campo, após forte dividida, o São José perdeu o lateral direito Lurian, que saiu com suspeita de lesão nos ligamentos no joelho. Cambraia entrou para substituí-lo.

No intervalo, o técnico do São José - Sandro Resende, promoveu mais uma substituição. O meio campo Rafael, camisa 10 do Zequinha, encontrava dificuldades para armar jogadas, sentia a forte marcação e o pouco espaço na intermediária ofensiva. Foi então, que David entrou na partida e Jean Roberto foi deslocado para o meio campo.

Aos 11 minutos do 2º tempo, o lateral esquerdo David cruzou para a área do Índio Capilé e encontrou Jean Michel. O atacante teve rapidez no chute e abriu o placar. São José 1x0. Em seguida, aos 16 minutos, o próprio Jean Michel fez uma bela jogada individual e, aos dribles, sofreu uma falta duríssima no tornozelo. Jean Roberto (que já havia recebido cartão amarelo no 1º tempo ao se desvencilhar de um adversário que segurava-o pela camiseta), solicitou ao árbitro Douglas Perdomini que aplicasse o cartão ao zagueiro do Aimoré. Inexplicavelmente e de maneira afoita o árbitro mostrou cartão amarelo ao próprio camisa 6 do São José. Por já ter levado o cartão amarelo, acabou recebendo o cartão vermelho e foi expulso de jogo.

O São José poderia ter ampliado o placar quando Jean Michel recebeu um lançamento e de frente para o goleiro tocou por cobertura. A bola, caprichosamente, passou tirando tinta da trave do gol do Aimoré e foi para fora.

A partir deste fato e com um homem a mais, o Aimoré cresceu na partida e atirou-se ao ataque. Havia muita pressão no sistema defensivo da equipe da zona norte da capital. Sandro Resende promoveu as entradas do volante Jair no lugar de Deivison e do atacante Diego substituindo Jean Michel. O Aimoré arriscava nas bolas aéreas e em jogadas de profundidade, mas não conseguia concluir com perigo no gol de Andrei.

O Zequinha manteve uma forte postura mais defensiva e passou a explorar os contra-ataques quando ganhava a posse de bola. Os minutos iam passando, o Aimoré pressionava, mas não fazia o gol. Outra troca no Zequinha, Guerra entrou no lugar do capitão Mello.

No ultimo lance do jogo, já aos 45 minutos do 2º tempo, o zagueiro camisa 3 do Aimoré Wesley, pegou um rebote na intermediária, driblou Guerra e desferiu um chute forte, indefensável, no ângulo de Andrei. Empate e muita festa na casamata do Aimoré.

O São José tentou atacar novamente, mas não havia mais tempo para nada. Após o apito final, o meio campo número 8 do Aimoré, Coutinho (que já havia sido substituído por sentir cãimbras), invadiu o gramado e agrediu o atleta David do São José. Neste momento criou-se uma confusão, rapidamente contornada e o árbitro Douglas acabou expulsando Coutinho do Aimoré.

Na próxima rodada, 24/04/14, o São José vai até Caxias do Sul enfrentar o Juventude e o Aimoré recebe o Brasil de Pelotas em São Leopoldo.

"O empate fica com um sabor amargo porque sofremos o gol no último lance do jogo. O Wesley, do Aimoré, foi muito feliz no chute. Suportamos, com os acréscimos, 35 minutos com um homem a menos. O Aimoré batalhou muito para conseguir o empate. Infelizmente, o Jean Roberto foi expulso por pedir ao árbitro que punisse com rigor uma forte entrada em nosso jogador. Essas questões são difíceis de entender e, por vezes, mudam a história de um jogo e de um campeonato. Temos que tirar lições destes fatos e seguir nosso trabalho. Em Caxias, contra o Juventude, esperamos mais um jogo duríssimo. Mesmo respeitando a qualidade do adversário, em nenhum momento vamos abrir mão de buscar pontos. A situação na tabela ainda é muito boa, pois estamos atrás apenas do Internacional e do Juventude que é o atual campeão. Estar na zona de classificação é um fator muito positivo, permanecer nela, é nosso desafio e nossa meta" - analisou o técnico Sandro Resende.

EC São José - divulgação

Ypiranga enfrenta o Cerâmica nesta quarta-feira

Um jogo para se reencontrar com a vitória. Assim deve ser a primeira partida em casa do Ypiranga neste segundo turno de Divisão de Acesso. A equipe de Erechim entra em campo à partir das 20h 30 desta quarta-feira para enfrentar o Cerâmica. A partida acontece no estado Colosso da Lagoa.
A equipe faz sua segunda partida pelo segundo turno da competição e busca se recuperar da derrota do último domingo diante do Glória em Vacaria.

Na tarde desta terça-feira o técnico Leocir Dall’Astra  comandou o treino que definiu a equipe que começa o jogo. O técnico ressaltou que a equipe deve ter algumas mudanças em relação à equipe do último domingo, quando o treinador optou em preservar alguns atletas que vinham de uma sequencia de jogos decisivos na primeira fase da competição.

Mesmo sem divulgar a equipe que começa a partida, o treinador comentou o Ypiranga deve contar com o retorno do goleiro Carlão e do zagueiro Gonçalves. Ele comentou que avaliou todos os atletas que estavam em condições de entrar em campo antes de definir sua equipe.

O Ypiraga, apensar de já estar garantido na Primeira Divisão de 2015 quer correr atrás do título da Divisão de Aceso. A equipe tem por objetivo se classificar para a segunda fase da competição e se possível novamente trazer os jogos da fase decisiva para o Colosso da Lagoa.

Depois do treino da tarde desta terça-feira a delegação se deslocou até um hotel da cidade onde permanece concentrada até a tarde desta quarta-feira, momentos antes da partida diante do Cerâmica.

Edson Castro
Gestor de Conteúdo
PrimeComunicação

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Gelson Conte é demitido do Cerâmica; Hélio Vieira assume o cargo

Após a derrota para o Nova Prata, no estádio Antônio Vieira Ramos, na primeira rodada do segundo turno da Divisão de Acesso, a direção do Cerâmica decidiu demitir o técnico Gelson Conte e sua comissão técnica. Já na tarde desta segunda-feira, 14, será apresentado o novo treinador do Tricolor de Gravataí.

O técnico Gelson Conte não é mais treinador do Cerâmica. Após não conseguir a classificação no primeiro turno da Divisão de Acesso, e iniciar o returno com derrota de 3 a 2 para o Nova Prata, dentro de casa, a direção Ceramista decidiu demitir o então treinador. Junto com ele deixam o cargo o seu auxiliar-técnico Jeferson Câmara e o preparador físico Alexandre Chitolina.

No turno da tarde será apresentado o novo técnico do Tricolor de Gravataí. Hélio Vieira chega para comandar a equipe no restante da Divisão de Acesso, juntamente com o preparador físico Marcos Freitas.

Rodrigo Figueiró - Assessor de Imprensa
Comunicação - Cerâmica Atlético Clube

São Gabriel vence o Guarany e se classifica em 4º lugar no turno da Segundona

Foto: Caderno 7 - São Gabriel
O São Gabriel fez a sua parte e venceu o Guarany de Bagé por 2 a 0, em jogo disputado na tarde deste domingo (13) no Estádio Municipal Sílvio de Faria Corrêa. Mesmo com a concorrência da final do Campeonato Gaúcho e mesmo com número reduzido, o torcedor veio apoiar o tricolor local para a partida decisiva. Com isso, a equipe se classificou e jogará fora contra o Garibaldi, na próxima quarta-feira (16), às 15h30.

O time da casa entrou com a missão de conseguir a vitória, depois de poucos pontos nos jogos fora. E ele foi ao ímpeto desde o começo na área do alvirrubro, que ia se alicerçando nas defesas do goleiro Vagner Quadros. A primeira chance foi em um pênalti sofrido por Marcelinho. Serjão, concentrado, bateu a cobrança, mas Vagner defendeu o chute. Até o final, foram poucas chances de gol.

Na segunda etapa, o São Gabriel entrou mais impetuoso e pressionou o Guarany, quando aos cinco minutos, o craque Serjão abriu o placar de cabeça, em cruzamento de Rafinha. 1 a 0. E o ímpeto não diminuiu, a pressão foi geral, mas a equipe de Bagé se segurava por meio do goleiro Vagner. A ameaça veio com Breno, mas Anderson defendeu.

E aos 40 minutos, a vitória foi sacramentada com mais uma de Serjão, que de calcanhar, fez um belo gol. Fim de jogo, restava esperar pelo resultado de Bagé e Sapucaiense, que acabou empatado e garantindo assim a classificação do São Gabriel.

Agora, o desafio será fora, onde o São Gabriel terá que ir até a Serra para enfrentar a Associação Garibaldi, que terminou em 1º lugar no Grupo B e a 2ª melhor campanha na geral. O jogo será no Estádio Alcides Santa Rosa, às 15h30, em partida única.

Caderno 7 - São Gabriel