segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Na História: as "associações" contra a crise nos anos 1970

Não é de agora que fazer futebol no interior é difícil. Poucos recursos, pouco apoio do empresariado local, pouco dinheiro. Assim, se usa a criatividade e a união de esforços para superar a falta dos "pilas".

Na década de 1970, a solução encontrada para driblar a escassez de recursos foram as associações de clubes rivais. Unindo os departamentos de futebol e sem envolver os patrimônios físicos, formavam-se novos times para manter a representatividade da cidade no cenário do futebol gaúcho, direcionando esforços ao invés de dividi-los.

Entretanto, estas associações duraram pouco. A rivalidade falava mais alto e o que parecia uma boa ideia tornou-se um problema. Vamos resgatar algumas destas associações que brotaram no futebol gaúcho.

- Associação Caxias de Futebol

Criada em 14 de dezembro de 1971 na união dos departamentos de futebol de Juventude e Flamengo. Usava uniforme nas cores preto e branco e teve Cláudio Eberle como seu primeiro presidente.

Disputou os campeonatos gaúchos de 1972 até 1975, até que o Juventude resolvesse romper a união. O clube foi reorganizado e tornou-se a atual SER Caxias do Sul. De lembrança ficou a engrenagem no escudo do Caxias, usado no da Associação.

Campanha no Gauchão
1972: 4º lugar
1973: 6º lugar
1974: 4º lugar
1975: 4º lugar

Assim destacou o jornal Pioneiro sobre a fusão de Juventude e Caxias:


- Associação Santa Cruz de Futebol


Em 27 de dezembro de 1973 foia vez dos rivais da Terra do Fumo se unirem para fortalecer o futebol local. Futebol Clube Santa Cruz e Esporte Clube Avenida formaram a Associação Santa Cruz de Futebol, cujas cores inicias foram o amarelo e o azul. Após, com o protesto de dirigentes do Avenida, passou para verde e preto.

Daltro Menezes foi o técnico, levando a boas campanhas té 1976, quando a fusão foi desfeita. Um dos motivos foi que para divulgação era usado o nome Santa Cruz em vez da Associação Santa Cruz, e os dirigentes do Avenida resolveram se afastar.

Campanha no Gauchão:
1974: 6º lugar
1975: 3º lugar
1976: 16º lugar


- Associação Cruz Alta de Futebol (ACAFOL)


Formada pela união do Guarany e do Nacional sendo criada a Associação Cruz Alta de Futebol (ACAFOL), tendo como presidente o desportista Elias Martins. As cores do clube eram o azul e branco. 

A ACAFOL disputou a Copa Governador do Estado de 1972 e 1973, além do Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão. Durou apenas dois anos.

Campanha na Copa Governador do Estado
1972: eliminado na primeira fase, sendo 6º no grupo 1
1973: eliminado na primeira fase, sendo 4º no grupo 1

Campanha na Segunda Divisão
1973: vice-campeão


- Associação Esportiva Santo Ângelo (AESA)
Fundado em 19 de abril de 1972 reunindo o Tamoio FC e o Grêmio Sportivo Santo-angelense (Grêmio SS) tendo como primeiro presidente Rolando Luís Stümpfle. Duetou ate 1975.

Sua melhor campanha no Gauchão foi em 1973 sob o comando de Francisco Neto, o Chiquinho. O melhor resultado foi um empate em 0 a 0 com o Grêmio, em Porto Alegre.

Gauchão
1973: 11º lugar
1975: 10º lugar

Copa Governador do Estado
1972: 4º lugar
1973: 14º lugar
1974: 3º lugar
1975: eliminado na terceira fase, sendo ultimo no grupo 8


- Associação Atlética Alegrete

Guarany FC e Flamengo FC se uniram para criar a Associação Atlética Alegrete em 20 de fevereiro de 1973. De todas a fusões, foi a que mais durou, extinguindo-se em meados da década de 1980.

Gauchão
1976: 4º do grupo 1, eliminado na fase preliminar
Copa Governador do Estado
1974: 15º lugar
1975: 2º lugar no grupo 5 da segunda fase, garantindo participação no Gauchão 1976
1976: 3º lugar no grupo C da terceira fase.

Copa Cícero Soares (dava vaga ao campeão e ao vice no Gauchão)
1973: 2º grupo 2 da primeira fase

Terceira Divisão: 1980

Segunda Divisão: 1974, 1975 (?), 1976, 1977 (?), 1982, 1983, 1984.


- Associação Santa Rosa de Esportes (ASRE)

Fundada em 10 de março de 1973 pela união de quatro clubes amadores: Aliança, Paladino, Juventus e Sepé Tiaraju (o Juventude já havia encerrado as atividades). Formou-se comissão técnica, que selecionou jogadores da cidade e região. Adil Albrecht, do Juventus, o primeiro presidente da associação. Participou da Primeira Divisão em 1976. O clube durou até 1978.

Gauchão
1976: 6º (último do grupo 6), eliminado na fase preliminar.

Copa Governador do Estado
1974: 5º no grupo B (eliminado na primeira fase)
1975: 3º do grupo 5 da terceira fase (classificado para o Gauchão 1976)
1976: 4º grupo D da terceira fase

Copa Cícero Soares
1973: 5º grupo 4.


- Associação Veranópolis de Futebol

Foi a primeira tentativa de fusão ente os tradicionais Dalban e Veranense, formando em 27 de março de 1973 a Associação Veranópolis de Futebol. Pelo que consta, disputou apenas uma competição: a Copa Cícero Soares no mesmo ano, sendo 4º colocado no grupo 6 da primeira fase, sendo eliminado. Depois, hão há mais notícias de novas disputas. Em 1992, os dois times voltam a se unir, formando o ECRC Veranópolis, presente até hoje e desde que subiu para a primeira divisão em 1993, nunca foi rebaixado.

A equipe teve como presidente uma mulher: Zenaide Maria Boff, que foi alvo de reportagem da Revista Placar (confira abaixo). Clique para ampliar.




- Associação São Gabriel de Futebol

Surgida no dia 11 de abril de 1974 com finalidade de reerguer o futebol na cidade, em baixa nos últimos anos. Seu primeiro presidente foi Clóvis Saccol dos Santos. Seu primeiro jogo foi um amistoso no Silvio de Faria Corrêia com o Inter-SM em 0 a 0. Suas participações constam até o ano de 1976.

Copa Cícero Soares
1974: chegou a segunda fase
1975: chegou a segunda fase

Copa Governador do Estado
1975: 4º do grupo 2 da terceira fase (jogou também o Oriente, também de São Gabriel).
1976: penúltimo da chave 2 da segunda fase (o Oriente foi o lanterna)


- Lajeado Associação de Esportes

Resultado da fusão do Lajeadense e do São José. Foi fundado em 27 de dezembro de 1972. Mandou seus jogos no estádio Florestal (do Lajeadense) enquanto o campo do São José foi comprado pela prefeitura. Jogou um ano na primeira divisão. Consta participações até 1977, quando a associação foi desfeita. O Lajeadense ficou no profissionalismo, enquanto o São José foi para o amador.

Gauchão
1975: 13º lugar

Segunda Divisão
1973: eliminado na primeira fase

Copa Governador do Estado
1973: 20º lugar
1974: 14º lugar
1975: 3º do grupo 9 da terceira fase (garante classificação para o Gauchão 1976, quando a associação foi desfeita e volta o CE Lajeadense)
1976: 4º grupo H da terceira fase

2 comentários:

  1. na verdade a Associação São Gabriel em 1976 chegou até as finais da Copa Governador do Estado ficando em Terceiro lugar e classificando-se para o Gauchão de 1977. não participou do Gauchão por decisão do Prefeito municipal Ramiro Meneghello.

    ResponderExcluir
  2. na verdade a Associação São Gabriel em 1976 chegou até as finais da Copa Governador do Estado ficando em Terceiro lugar e classificando-se para o Gauchão de 1977. não participou do Gauchão por decisão do Prefeito municipal Ramiro Meneghello.

    ResponderExcluir