domingo, 10 de janeiro de 2016

Na História: jogos na neve

Por ser um esporte disputado em cancha aberta, o futebol está submetido às variações climáticas. O calor excessivo, às chuvas, vento e frio intenso são situações comuns às disputas futebolísticas e inúmeras são as histórias de jogos à 40°C, gol marcado pelo vento, futebol estilo "polo aquático" e neve.

E a neve é a personagem deste resgate histórico. Comum nos campeonatos europeus, esta condição climática é rara no Brasil. As serras paulistas, paranaenses, catarinenses e gaúchas mostram alguns eventos de queda de neve.

E futebol com neve no Brasil? Já aconteceu. No Rio Grande do Sul, temos três registros históricos, todos da década de 1970.

O mais famoso é o confronto entre Esportivo e Grêmio, numa quarta-feira à noite, em 30 de maio de 1979. A partida ficou no 0 a 0, válida pelo returno da primeira fase do Gauchão e foi destaque do noticiário nacional


Na mesma rodada, o Caxias venceu o Bagé por 1 a 0, também sob a neve, o que pode ser observado pelo registro fotográfico do Jornal Pioneiro:


Por esta rodada, tivemos também Inter 4x0 Riograndense de Santa Maria, Pelotas 1x1 São Paulo, Gaúcho 0x0 Farroupilha, Avenida 1x0 Juventude, São Borja 2x1 Brasil, Estrela 0x0 Guarany de Cruz Alta, Inter de Santa Maria 1x0 14 de Julho de Passo Fundo e Novo Hamburgo 5x2 Cachoeira.

Mas o primeiro jogo com neve no estado aconteceu em 1975, na partida Juventude 2 x 0 Inter de Santa Maria, em amistoso disputado no dia 17 de julho, uma quinta-feira à noite. Leia o que o Jornal Pioneiro destacou:


Nenhum comentário:

Postar um comentário